Netflix: As emocionantes amizades na doença

Você tem um amigo de verdade com quem você pode realmente contar na vida? Em qualquer situação? Será que você é ou já foi esse tipo de amigo para alguém?

Enfim, uma coisa é certa: a amizade torna a vida mais alegre e leve.

Hoje indicamos dois filmes, disponíveis na Netflix, Google Play e Net Now, que falam sobre isso: “Já Estou Com Saudades” e “Antes de Partir” que contam histórias que transitam de forma maravilhosa entre o drama e a comédia.

Em ambos é uma situação difícil que coloca à prova o real valor de se ter um amigo ao seu lado.

“Já Estou Com Saudades” fala da amizade de duas mulheres (interpretadas por Drew Barrymore e Toni Collette) que desde a infância são inseparáveis, mas que se vêem diante de um desafio quando uma delas recebe a notícia que está com câncer de mama.

Aí se estabelece o conflito: a outra amiga está vivendo um momento de alegria extrema ao descobrir que finalmente conseguiu engravidar.

É aí que essas personagens dão uma lição de amizade e companheirismo. De forma leve e delicada, o filme nos relembra o quanto é importante dividirmos as experiências, mesmo que elas não sejam sempre boas.

O filme “Antes de Partir”, fala também sobre amizade, só que dessa vez entre dois homens que se encontram ao terem que dividir um quarto de hospital. Um deles mecânico e o outro um rico empresário dono do próprio hospital onde estão internados, desenvolvem uma amizade que surpreende.

Ambos diagnosticados com câncer, eles decidem fazer uma lista com tudo que desejam fazer antes de morrer. O mais divertido é que se juntam para realizar todos esses sonhos que antes pareciam impossíveis.

Engraçado, sensível e divertido o filme, com os maravilhosos atores Morgan Freeman e Jack Nicholson, é mais um exemplo de que não existe uma fórmula para arranjar um bom amigo, aquela pessoa que aparece em nossas vidas para nos completar e estimular nossa evolução.

Depois de assitir a esses filmes dá para entender a famosa frase de Mário Quintana: “A amizade é um amor que nunca morre”.