Festival de Cinema Judaico e Almodóvar no MIS

O VilaMundo é uma iniciativa do Instituto Acqua, em parceria com a Catraca Livre

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O cinema é destaque na programação da semana do #MISemCASA. Como um aperitivo para o Festival de Cinema Judaico, que acontece em data ainda a ser definida, a Hebraica e o MIS exibem e debatem nesta semana um pré-festival com apresentação online de dois filmes: o francês Mais que especiais, de Olivier Nakache e Éric Toledano, aclamado no ano passado no Festival de Cannes, e Quando Hitler roubou o coelho cor-de-rosa, da diretora alemã Caroline Link, vencedora do Oscar de melhor filme estrangeiro em 2003.

Crédito: Divulgação/ MIsAls Hitler das rosa Kaninchen stahl

As exibições acontecem nos dias 15 e 16 de agosto, às 15h e às 20h, e os debates online com convidados, às 17h30. Para assistir aos filmes, é preciso se inscrever por meio deste link. Os debates sobre os filmes acontecem ao vivo no canal do MIS no YouTube.

Já na quinta, 13, às 20h, acontece a segunda live do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum. Os cineastas Beto Brant, Carla Camurati, Anna Muylaert, Cao Hamburger e Eliana Fonseca irão debater seus curtas lançados nas décadas de 1980 e 1990, com mediação do cineasta e curador Francisco Cesar Filho. A atividade acontece dentro do programa especial Criatividade em Tempo de Crise, que reúne alguns dos mais importantes cineastas revelados durante a denominada Primavera do Curta (1986-1996).

Ainda para os cinéfilos, nesta semana o #MISemCASA exibe o  depoimento da atriz Nicole Puzzi, que integra a coleção Memória do Cinema do Acervo MIS; mais uma edição da mostra Cinema de Acervo, com o tema Música e identidade, e o Bate-papo de Cinema Pontos MIS, que exibe e debate o filme Café com canela. Completa a programação o depoimento do cantor e compositor Luiz Melodia, que concedeu uma entrevista para o programa Notas Contemporâneas em 2015.

Compartilhe: