Grátis: francisco, el hombre leva a explosão de RASGACABEZA ao Sesc

Por: Redação
17 de janeiro de 2020

20h

Preço: Gratis
Local: Sesc Campo Limpo
R. Nossa Sra. do Bom Conselho, 120 – Chacara Nossa Senhora do Bom Conselho, São Paulo – SP, Brasil
Mais informações:
Telefone: (21) 2265-9933
Site: http://www.funarte.gov.br/espaco-cultural/teatro-cacilda-becker/

Para começar o ano com boas doses de música grátis, o Sesc Campo Limpo recebe o show do último trabalho da banda francisco, el hombre. O álbum RASGACABEZA é apresentado no dia 17 de janeiro, sexta-feira, às 20h, com entrada na faixa.

Francisco el hombre
Crédito: DivulgaçãoA banda francisco, el hombre abre 2020 com show gratuito

O novo disco foi pensado a partir das catarses que aconteciam nos shows da banda. Com o intuito de sintetizar a experiência do ao vivo no registro, o grupo partiu para um trabalho que não é de meios termos, nem de meias palavras.

Ora soa freak, ora soa punk, ora soa do jeito que tem que soar – fora da caixinha de definições pré-estabelecidas – para fazer reverberar a proposta da banda de expurgar vivências, urgências e o que mais estiver entalado por meio de canções.

Como um vírus que se instaurou no sistema (nervoso e criativo), RASGACABEZA tira a leveza do quinteto e adiciona tons mais agressivos e industriais à sonoridade. Isso certamente se reflete no novo show da banda, que tem discurso inflamado por músicas como “ENCALDEIRANDO :: aqui dentro tá quente”, “CHAMA ADRENALINA :: gasolina” e “CHÃO TETO PAREDE :: pegando fogo”.

Esta última, inclusive, promete ser a faixa mais explosiva das performances ao vivo, já que a sua coreografia sugere uma entrega total. “É para dançar até cair e suar até a última gota”, diz Mateo Piracés-Ugarte, que forma a francisco, el hombre ao lado de Juliana Strassacapa,  Sebastián Piracés-Ugarte, Andrei Martinez Kozyreff e Rafael Gomes.

Músicas do disco antecessor,  SOLTASBRUXA (2016), responsável por abrir os caminhos para a francisco, el hombre, também aparecem no roteiro da apresentação, mas com novos contornos delineados pelo vírus RASGACABEZA.

Leia também: