Megaexposição Musicais no Cinema tem ingressos promocionais nas férias

Por: Redação
Até de de
Terça – Quarta – Quinta – Sexta – Sábado – Domingo
– Terças a sábados, das 10h às 20h (com permanência até 22h); domingos e feriados, das 10h às 19h (com permanência até 21h)
Preço: Gratis
Local: MIS – Museu da Imagem e do Som
Avenida Europa, 158 – Jardim Europa, São Paulo – SP, Brasil
Mais informações:
Telefone: (21) 2265-9933
Site: http://www.funarte.gov.br/espaco-cultural/teatro-cacilda-becker/

Durante o mês de dezembro, os visitantes da megaexposição Musicais no Cinema do MIS ganham desconto especial no ingresso. Para aproveitar as férias, o público irá pagar o valor reduzido de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) na entrada da exposição – o valor regular é de R$ 30 e R$ 15.

Os ingressos promocionais valem durante a visitação no mês de dezembro, até o dia 29, e podem ser adquiridos pelo aplicativo e site da Sympla e recepção do MIS.

Crédito: DivulgaçãoA mostra, realizada em parceria com o Musée de la Musique – Philharmonie de Paris, é inédita fora da França e traça um panorama do gênero musical no cinema no Brasil e no mundo, desde os primórdios do cinema musicado até obras recentes, como La La Land

Musicais no Cinema

A partir de fotografias, vídeos, cartazes, documentos de produção, figurinos e depoimentos, a mostra reúne filmes musicais de diferentes partes do mundo, destacando marcos para o gênero, como Cantando na chuva (1952), Amor, sublime amor (1961) e Dançando no escuro (2000).

A curadoria ficou a cargo do pesquisador N. T. Binh, e a adaptação da exposição para o MIS foi desenvolvida pelo jornalista e cineasta Duda Leite, que acrescentou espaços e conteúdos inéditos baseados na cultura brasileira, como Assim era a Atlântida, dedicada ao maior estúdio cinematográfico do Brasil do gênero musical, e uma área que homenageia a atriz e cantora Carmen Miranda.

“Com a adaptação curatorial da exposição, pretendemos apresentar um amplo painel da produção de filmes musicais produzidos no Brasil, desde 1927 até 2019, com destaque especial para alguns movimentos e estúdios cinematográficos”,  explica Duda. “Carmen Miranda, a “brasileira mais famosa do século XX”, e nossa estrela maior dos musicais, ganhará um espaço dedicado só para ela, com exibição de trechos de seus musicais clássicos – como “Entre a Loura e a Morena” (1943), de Busby Berkeley, e “Uma Noite no Rio” (1941), de Irving Cummings -, além de uma seleção especial de objetos usados nos filmes. Não poderia faltar, é claro, itens pessoais, dentre eles um dos seus icônicos turbantes”.

Crédito: DivulgaçãoLa La Land: Melodia de Amor

O projeto arquitetônico da exposição, realizado pela Caselúdico – parceira do MIS em mostras como O mundo de Tim Burton, Castelo Rá-Tim-Bum – A exposição e Quadrinhos – sugere uma imersão na atmosfera de cada filme. Musicais no cinema ainda destaca figuras marcantes do gênero como Fred Astaire, Jacques Demy, Julie Andrews, Cyd Charisse e John Travolta.

Compartilhe: