‘Neste Mundo Louco, Nesta Noite Brilhante’ reestreia em SP

O VilaMundo é uma iniciativa do Instituto Acqua, em parceria com a Catraca Livre

Por: Redação

Depois do sucesso sucessos aclamados pelo público, chega ao palco do Teatro Vivo “Neste Mundo Louco, Nesta Noite Brilhante”. Trata-se  do novo texto da conceituada dramaturga Silvia Gomez, indicada ao Prêmio Shell pelo mesmo, tem direção de Gabriel Fontes Paiva e no palco Débora Falabella e Yara de Novaes. A peça fica em cartaz até 13 de fevereiro, às quartas e quintas,  20h, com entrada a R$ 20.

Crédito: Divulgação/ João Caldas FºPeça fica em cartaz até o dia 13 de fevereiro no Teatro Vivo

Na trama, enquanto aviões de várias partes do mundo decolam e aterrissam, a vigia do KM 23 de uma rodovia abandonada encontra jogada no asfalto uma garota que delira após ser violentada naquela noite estrelada.

Com linguagem não realista e poética e humor ácido, o texto discute as relações de dominação e resistência, de conflito e poder, praticadas pela humanidade desde tempos imemoriais. É uma obra ao mesmo tempo política e psicológica, local e universal, escrita por uma das principais dramaturgas brasileiras atuais, que já teve seus trabalhos publicados em sete idiomas.

O Grupo 3 de Teatro, fundado por Débora Falabella, Gabriel Paiva e Yara de Novaes, estreou em 2005 com o espetáculo “A Serpente”, que dava continuidade à parceria iniciada em Belo Horizonte no final da década de 1990.

Os cinco espetáculos que compõem o repertório da companhia foram consagrados por premiações e críticas e pelo público e até hoje se alternam entre temporadas e excursões. São eles: A Serpente (2005) e O Amor e Outros Estranhos Rumores (2011), ambos com direção de Yara de Novaes, além de O Continente Negro (2007), encenado por Aderbal Freire Filho; Contrações (2013), por Grace Passô e Love Love Love (2017), por Eric Lenate.

Compartilhe: