Farol Santander tem mirante com café, mostras e pista de skate

Por: Redação

Domingo - Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado

Das 9:00 às 20:00

R$ 15 a R$ 50

17,00

Reaberto após dois anos de reforma, o Edifício Altino Arantes, mais conhecido como “Banespão”, no centro da cidade, agora oferece onze andares de atrações de cultura e lazer incríveis, como pista de skate, mostra de Vik Muniz e loft de luxo.

Rebatizado de Farol Santander, o novo ponto turístico tem capacidade para receber 800 pessoas por dia para visitação. O tradicional passeio ao mirante com visão de 360 graus do centro da cidade também voltou a funcionar e custa R$ 15. Os ingressos podem ser adquiridos na portaria ou pelo site.

O centro cultural ainda oferece atrações para todos os gostos, divididas em quatro eixos: memória, arte, lazer e empreendedorismo.

O primeiro inclui um roteiro para conhecer quatro andares, mais o mirante, por R$ 17O tour conta a história do prédio; depois resgata a evolução da nossa moeda, dos réis ao real; passa por uma exposição permanente do artista Vik Muniz, com painéis feitos com sucata que retratam o entorno do edifício; e acaba em uma mostra de alguns móveis originais, feitos pelo tradicional Liceu de Artes e Ofícios.

Já no setor de arte, dois andares vão abrigar sempre dois artistas, um brasileiro e um estrangeiro, que mostrarão trabalhos sobre o mesmo tema em temporadas de quatro meses. Para a inauguração, a paulistana Laura Vinci e o coletivo russo Tundra realizam uma reflexão sobre paisagens. A curadoria é do empresário Facundo Guerra, que adotou o conceito de arte imersiva, onde os visitantes interagem com as obras. Este passeio também custa R$ 17, com mirante incluso, ou R$ 20, para quem também quiser conhecer a área de memória.

No eixo de lazer, o destaque é a pista de skate projetada pelo campeão mundial Bob Burnquist, que conta com um percurso de street, estrutura para iniciantes e avançados. Esse setor é um pouco mais salgado e custa R$ 50 por hora. Também é possível fazer aulas de skate no local, cujos preços variam entre R$ 120 e R$ 200.

O “Banespão” ganhou até um loft, que fica no 25º andar e foi criado pelo escritório de arquitetura Triptyque. O espaço tem 350 m², vista panorâmica e capacidade para abrigar cinco pessoas. A diária custa R$ 4.000 e as reservas podem ser feitas pelo Airbnb.

Por fim, no pacote de empreendedorismo, o Garimpo de Soluções coordena palestrar quinzenais ao sábados para até 100 pessoas.

O centro cultural ainda ganhou um café, que oferece almoço executivo, drinques e brunch aos fins de semana.

Sobre o edifício

Inaugurado em 1947 para sediar o Banespa (Banco do Estado de São Paulo), o Edifício Altino Arantes foi batizado com o nome do então presidente da instituição. Com 35 andares e 160 metros de altura, tornou-se cartão-postal da cidade e foi um marco no processo de verticalização da capital paulista.

Informalmente, o local era chamado pelos paulistanos de “Banespão”. Por vários anos, foi considerado o maior arranha-céu da América do Sul e uma das maiores constrições em concreto armado do mundo. Perdeu a liderança em 1960 para o Condomínio Mirante do Vale, no Vale do Anhangabaú, e seus 170 metros.

Ao adquirir o Banespa em 2000, o Santander tornou-se dono do imóvel e a visita ao mirante do prédio foi mantida até junto de 2015, quando o banco fechou o local para reforma.

Compartilhe: