Últimas notícias:

Loading...

Baoobaa: De mãos dadas

Por: Redação

Entre tantas publicações e textos na internet, há um blog que se destaca por sua função educativa que visa disseminar, criar e informar a sociedade sobre a cultura negra. Se ainda não conhece, essa é uma grande oportunidade para se apaixonar pelas nossas raízes.

Integrante da Rede Catraca Livre, semanalmente o Baoobaa pode ser visto por aqui. Entre homenagens, entrevistas, crônicas, poesias, vídeos e imagens nas quais a cultura negra é sempre celebrada. Para esta semana separamos a poesia “De mãos dadas”, de Indira Nascimento, colaboradora do Baoobaa.

De mãos dadas

Diga pro meu coração que agora chora
Que o tempo de cantar e de dançar
Chegou agora
Arranca do meu peito essa canção
Volta,e me devolve o sentimento
A sensação…
Toda vez que penso em parar
Sinto lá no fundo
Uma coragem
Saio,
Vou respirar um novo ar
Sinto uma disposição
Que me faz
Levantar e começar a caminhar
Sinto que existe muito mais

Há um recipiente pronto para transbordar
Eu sei que a vida tem muito pra me dar
Existe um novo brilho, um novo céu, um novo lar
Existem novas cores, novas flores
Pra sentir
Sempre que eu penso em desistir
De novo,
Lá de dentro tiro forças pra seguir
Sinto as asas dos anjos a ventilar
Sou capaz de os ouvir sorrir
Quando eu volto a prosseguir
Sempre que o perfume está no ar
Me lembro que o imposto
É bem mais caro para mim
Me lembro que tenho que provar e reprovar
Trabalhar além da conta
E mostrar
Que eu posso sim!
Que eu posso viver, e sonhar
Ser amado e amar… Avançar e prosseguir
E que ser feliz é um direito de todo cidadão
Independente de grana, de raça ou de religião.

De mãos dadas alcançaremos
Mais na caminhada
Do que sozinhos errantes e soltos na multidão
De mãos dadas alcançaremos
Mais na caminhada
Se deixarmos de ser primos
E nos tratarmos como irmãos
De mãos dadas
A vida fica muito mais alaranjada
Muito mais abençoada
E acalenta o coração.

Indira Nascimento

Compartilhe: