David Bowie é homenageado em showzão no Sesc Pompeia

Canções como “Space Oddity”, “Starman”, “The Man Who Sold The World”, “Under Pressure”, “Young Americans” e “Ziggy Stardust” são relembradas no espetáculo
Por: Redação | Comunicar erro

Os ingressos online estão esgotados, mas você pode tentar comprar pessoalmente em qualquer unidade do Sesc ;)

No mês em que marca os três anos da morte e do lançamento do último álbum de David Bowie, “Black Star” (2016), a comedoria do Sesc Pompeia apresenta o show “Bowie Let’s Dance” em sua homenagem. O tributo acontece no dia 19 de janeiro, às 21h30.

Os ingressos para a apresentação custam até R$ 30 (inteira) e já estão disponíveis para venda online no site oficial do Sesc SP – compre aqui.

David Bowie
Crédito: Ziggy StardustA importância e o impacto de Bowie na cultura pop é imensurável

A apresentação reúne vocalistas, de diferentes estilos e gerações, que foram influenciados pela obra de David Bowie, como Ritchie, Filipe Catto, Barbara Ohana, Léo Cavalcanti, Charly Coombes e duo Antiprisma.

O grupo é acompanhado pelos músicos Zé Antonio Algodoal (da banda Pin Ups, na guitarra), Victor José (do Antiprisma, na guitarra), Luiz Eduardo Alf (da Rumbora/Raimundos, no baixo), Pedro Pelotas (da banda Cachorro Grande, nos teclados), Charly Coombes (da Supergrass/UK, nos teclados) e Rogério Bastos (da Tom Zé Band, na bateria).

Crédito: divulgaçãoDavid Bowie Let’s Dance é interpretado por Filipe Catto, Barbara Ohana, Leo Cavalcanti e outros músicas inspirados no Camaleão do Rock

Durante cerca de uma hora e meia serão executadas 23 canções que cobrem todas as diferentes fases do artista, do som folk do primeiro álbum ao glam dos anos 70, o experimentalismo da fase alemã, a eletrônica dos anos 00 e o pop dançante dos anos 90.

Então, se prepara para ouvir e cantar a plenos pulmões os clássicos “Space Oddity”, “Starman”, “The Man Who Sold The World”, “Under Pressure”, “Young Americans” e “Ziggy Stardust”.

Você sabia?

Bowie figura entre as personalidades mais influentes das últimas cinco décadas. Cantor, compositor e ator, esteve sempre à frente de seu tempo, servindo de inspiração para músicos, estilistas, cineastas e designers do mundo todo.

Sua importância e o impacto de sua obra na cultura pop é imensurável. Seu apelido “camaleão do rock” veio da reinvenção constante do artista, tendo passado por diversos estilos ao longo de sua carreira como o hippie, berlim, neoclássico, eletrônico, new romantic, plastic soul e glam.


Compartilhe:

Autor: Por: Redação