Últimas notícias:

Loading...

5 restaurantes comandados por refugiados para pedir delivery

Nossa alimentação também é um ato político e cultural! Se você tem vontade apoiar pequenos empreendedores que fizeram de SP seu lar, arraste a tela:

Por: Redação

Que tal fazer uma viagem gastronômica sem sair de casa? Com a missão de apoiar pequenos negócios e te ajudar na hora de escolher o que comer, listamos cinco restaurantes em São Paulo comandados por refugiados para pedir delivery e se deliciar com pratos típicos de outros países.

Você pode experimentar sabores do continente africano – especificamente da República Democrática do Congo – e da Ásia Ocidental, principalmente da Síria e da Palestina.

restaurantes refugiados delivery sp
Crédito: Divulgação Aprecie comida árabe e africana no conforto de casa <3

Nossa alimentação também é um ato político e cultural! Se você tem vontade de mergulhar em outras realidades e investir em empreendedores que fizeram do Brasil seu lar, chega mais:

A gastronomia palestina do Majâz é feita com ingredientes árabes tradicionais, a partir de receitas familiares que viajaram um longo caminho até o Brasil, misturando as raízes dos campos palestinos ao paladar brasileiro, sensível à comida simples, saborosa e farta.

Se você é fã de pastinhas, o restaurante comandado pelos refugiados Mohammed e Raame Othman serve Babaganoush, Homus, Coalhada Seca e Homus de Manjericão.

Onde: Rua Fortunato, 88 – Vila Buarque
Contato: (11) 3334-0118  / (11) 97759-5479
Confira o cardápio e faça seu pedido aqui (consulte área de cobertura)

Restaurante vegano de comida africana, o Congolinária serve comida típica da República Democrática do Congo, privilegiando ingredientes naturais ao invés de industrializados.

Quem abriu o restaurante foi o Pitchou Luhata Luambo, que chegou ao Brasil no começo de 2010, fugindo dos conflitos armados do Congo.

O professor de francês, advogado e militante de direitos humanos viu na gastronomia da sua terra natal uma oportunidade de se manter aqui no país.

Entre os pratos principais do Congolinária estão o KUKU, acarajé na cama de quiabo na mwamba (pasta de amendoim), acompanhado por arroz branco cozido no suco de gengibre e chips de batata-doce; e o Mix de Sambusas, pasteizinhos típicos africanos recheados com sabores variados de vegetais, acompanhados por chatini assado.

Onde: Avenida Prof. Alfonso Bovero, 382 – Sumaré
Contato: (11) 3868-1884 / (11) 94376-2912
Confira o cardápio e faça seu pedido aqui (consulte área de cobertura)

Um dos mais famosos restaurantes e centros culturais comandados por refugiados em São Paulo, o Al Janiah existe desde 2016 e é gerenciado por Hasan Zarif, brasileiro filho de palestinos.

No cardápio há porções como a de Falafel, bolinho de grão de bico com acompanhamento de tahine; além de pastas como Mouhamara, que leva pimentão defumado, alho, limão, sal e tahine.

Uma das especialidades da casa é o Saj, pão típico feito na chapa com recheios de queijo e zaatar, queijo com azeitona, carne, carne com queijo e zaatar especial.

Onde: Rua Rui Barbosa, 269 – Bela Vista
Contato: (11) 981390419
Confira o cardápio e faça seu pedido aqui (consulte área de cobertura)

O refugiado sírio Amin abriu o pequeno Tala Shawarma com a proposta de servir comida rápida, gostosa e barata. No cardápio você encontra esfihas a partir de R$ 7,50, que vão dos tradicionais frango e queijo, até ricota e chocolate.

Shawarmas de carne, frango, falafel e kafta também estão no cardápio – e são ótimos!

tala shawarma árabe
Crédito: DivulgaçãoO Tala Shawarma fica perto do Mackenzie é um ótimo mata larica!

Onde: Rua Dr. Cesário Mota Júnior, 562 – Vila Buarque
Confira o cardápio e faça seu pedido aqui (consulte área de cobertura)

Esfihas, espetinhos e pastas vegetarianas, além de doces árabes – é isso o que você encontra no restaurante Syria, comandado pelo libanês Ahmed Merhi.

Merhi é um velho conhecido de quem come pelo centro de SP. Ele era proprietário do Vovô Ali, que funcionou na região da Avenida Rio Branco e depois na Rua Barão de Limeira. Depois de uma temporada no Líbano, ele voltou às terras tupiniquins para abrir, em 2018, o Restaurante Syria, pertinho do Largo do Arouche.

A proposta é a mesma do Vovô Ali: comida farta e barata, feita com ingredientes trazidos do Líbano, como o docinho de pistache, com calda de água de flor de laranjeira e rosas.

O Shawarma da casa é um dos pratos mais pedidos, nas versões com carne bovina, kafta, frango, falafel ou misto, assim como as esfihas.

Onde: Avenida São João, 1248 – Santa Cecília
Contato: (11) 3222-2401 / (11) 95333-3338
Confira o cardápio e faça seu pedido aqui (consulte área de cobertura)

Curtiu a lista de restaurantes comandados por refugiados e quer conhecer mais opções para pedir delivery? Clique aqui: 

Compartilhe: