Exposição ‘Hiperurânio’ exibe fotos inspiradas em obra de Platão

Hiperurânio é inspirada no mundo das ideias proposto por Platão
Até
05
de agosto 2018
Domingo - Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado
Das 11:00 às 20:00
array(3) { ["address"]=> string(60) "Avenida Europa, 158 - Jardim Europa, São Paulo - SP, Brasil" ["lat"]=> string(11) "-23.5728101" ["lng"]=> string(18) "-46.67613770000003" }

MIS - Museu da Imagem e do Som

Avenida Europa, 158 - Jardim Europa, São Paulo - SP, Brasil

Centro cultural

site: www.mis-sp.org.br

telefone: (11) 2117-4777

O mundo metafísico das ideias teorizado por Platão (427 a.C. –  348 a.C.) no livro “Fedro” é o ponto de partida para a exposição “Hiperurânio”, do fotógrafo paulista André Bonon. A mostra fica em cartaz no MIS – Museu da Imagem de do Som, entre 22 de junho e 5 de agosto, com visitação de terça-feira a sábado, das 12h às 21h, e aos domingos e feriados, das 11h às 20h. A entrada é Catraca Livre.

Hiperurânio é inspirada no mundo das ideias proposto por Platão
Crédito: André Bonon - divulgaçãoHiperurânio é inspirada no mundo das ideias proposto por Platão
Mostra de André Bonon é atração do projeto Nova Fotografia, do MIS
Crédito: André Bonon - divulgaçãoMostra de André Bonon é atração do projeto Nova Fotografia, do MIS
Exposição questiona o sentido da realidade percebida apenas pelos sentidos
Crédito: André Bonon - divulgaçãoExposição questiona o sentido da realidade percebida apenas pelos sentidos
Hiperurânio seria um mundo das ideias acessado apenas pelo intelecto humano
Crédito: André Bonon - divulgaçãoHiperurânio seria um mundo das ideias acessado apenas pelo intelecto humano

A série fotográfica cria um questionamento sobre o sentido da existência e da realidade, tendo como base a Teoria das Ideias, proposta pelo filósofo grego em uma tentativa de compreender a essência eterna e imutável das coisas.

O pensador propõe que todas as “ideias” estariam presentes em um mundo distinto do qual vivemos, chamado Hiperurânio, ou um lugar acima do céu. Ao contrário da realidade física, que é acessível por meio dos sentidos da percepção humana, esse universo só poderia ser acessado por meio do intelecto.

Bonon convida o espectador justamente a questionar a realidade a partir das imagens. A mostra é uma atração do projeto anual “Nova Fotografia”, do MIS, que tem a proposta de criar um espaço permanente para exposição de fotógrafos contemporâneos com um trabalho promissor e inovador.

Com formação inicial em Ciências da Comunicação, André Bonon dedica-se ao estudo da fotografia como uma linguagem artística de questionamento, que é usada por ele para tratar de temas como as relações humanas e as ambiguidades do cotidiano. Ele também estudou Psicologia na Itália, entre 2006 e 2010.

‘Sobre a Mulher Livre’ reúne colagens feministas de três artistas

Compartilhe:

Autor: Por: Redação