Últimas notícias:

Loading...

Nova sala no Caixa Belas Artes será o ‘terror’ dos cinéfilos

Por: Redação

O Caixa Belas Artes é um dos maiores templos do cinema na cidade de São Paulo e falar durante uma sessão ou fazer qualquer tipo de barulho é pedir para ganhar um “shiiii” de silêncio o mais rápido possível. Mas isso está prestes a acabar. Pelo menos na Sala 3, que passa a se chamar Drive-In a partir do dia 17 de junho.

Remodelado, o espaço ganha uma cozinha da qual sairão receitas do Riviera Bar (que fica em frente ao Belas Artes) enquanto a curadoria dos filmes fica a cargo de André Sturm. “A experiência na sala da Drive-In vai ser leve, descontraída. Do jeito que se assiste filme no sofá de casa, com os amigos, mas com programação, telona, som e cardápio especiais”, explica Sturm.

E as novidades não param por aí: para compor os 88 lugares disponíveis, o espaço ganhou bancos restaurados de carros como Dodge, Impala, Galaxie e Cadillac, além de duas fileiras de poltronas tradicionais. No fundo da sala, a cozinha foi montada na carcaça de um trailer inspirado no clássico modelo Airstream, onde as receitas criadas pelo Riviera e pela chef Mari Gilbertoni serão finalizadas.

O cardápio traz sugestões como dadinhos de tapioca, bolinhos de arroz e mini bolovo à R$ 16, em média; sanduíches de ciabata, pesto de rúcula e queijo canastra, ou hamburger de fraldinha no pão de brioche com picles de maxixe, alface, bacon, tomate e queijo raclette, à R$ 25; além de saladas, macarrão ou rosbife, de R$ 20 a R$ 25; e ainda sobremesas como milkshakes, churros ou cookies, R$ 14 em média.

Mas nada de imaginar o vai e vem de garçons. A ideia é que o próprio frequentador retire seu pedido no trailer, assim que um pager informar que o prato está pronto.

Outro detalhe que também difere da programação normal do cinema é o horário mais espaçado entre as sessões, de três em três horas. A sala estará aberta uma hora antes de o filme começar, com exibição de curtas e videoclipes à meia-luz. Sturm fez algumas apostas, como a sessão “Vale a pena ver de novo” às 12h, no sábado, a sessão infantil às 11h de domingo, além de sessões de filmes de terror no sábado às 23h.

Para abrir a programação na sexta-feira, dia 17, foi escolhido o cultuado “O Fabuloso Destino de Amelié Poulain”, de Jean-Pierre Jeunet. O valor dos ingressos para a sala custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia entrada). No primeiro mês de funcionamento, os ingressos serão vendidos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada). O primeiro lote já está à venda na bilheteria do Belas Artes.

“Depois de criar essa sala com o André, viajei o mundo visitando experiências parecidas em Londres, Paris e Austin. Este é um drive-in contemporâneo, para se chegar de metrô ou ônibus e se divertir”, define Facundo Guerra, parceiro de André Sturm na concepção do espaço.

Confira a programação da primeira semana:

  • Sexta-feira (17.06)
    13h – “O Fabuloso Destino de Amelié Poulain”
    16h – “Vestida para Matar”
    19h – “Faster Pussycat, Kill Kill”
  • Sábado (18.06)
    12h – “O Picolino”
    17h – “Procura-se Susan desesperadamente”
    20h – “A Bruxa de Blair”
    23h – “O Albergue”
  • Domingo (19.06)
    11h – “Fievel – Um Conto Americano”
    15h – “Coração Satânico”
    18h – “A Lei do Desejo”
  • Segunda-feira (20.06)
    13h – “Guerra dos Mundos”
    16h – “Subway”
    19h – “Akira”
  • Terça-feira (21.06)
    13h – “Escola de Sereias”
    16h – “Ghost in the Shell”
    19h – “HellRaiser – Renascido do Inferno”
  • Quarta-feira (22.06)
    13h – “Labirinto”
    16h – “Marca da Maldade”
    19h – “O Abominável Dr. Pheebs”

Compartilhe: