Da República à Luz: dicas de passeios no centro de São Paulo

Parque Lage exibe mais de doze horas de filmes durante uma noite

Serão exibidos nove filmes durante a noite e a madrugada no Cine Lage Expandido

Parque do Rio de Janeiro que abriga a EAV (Escola de Artes Visuais)

Cine Lage Expandido faz referência aos 50 anos das revoltas estudantis e operárias de 1968, e aos cinco das mobilizações de junho de 2013

Olha aí o programa imperdível para os cinéfilos de plantão: a EAV (Escola de Artes Visuais) Parque Lage promove, nesta sexta-feira, dia 29 de junho, o Cine Lage Expandido [Virada 1968/2013], que vai exibir doze horas de filmes durante a noite e toda a madrugada. O evento é aberto ao público e gratuito!

Crédito: Facebook/@parquelageSerão exibidos nove filmes durante a noite e a madrugada no Cine Lage Expandido

Em homenagem aos 50 anos das revoltas estudantis e operárias de 1968, e aos cinco das mobilizações de junho de 2013, foram selecionados nove títulos (longas e curtas) para a virada, que contará também com um debate sobre o tema. Foram convidados para o bate-papo o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro, a crítica de cinema Andrea Ormond, a pesquisadora e ativista Alana Moraes e o filósofo Rodrigo Nunes no dia 29 às 21h.

A ideia de concentrar toda a programação durante tantas horas seguidas remete tanto às ocupações de fábricas, universidade e prédios públicos ocorridas em 1968 e em 2013, quanto à intensa e politizada cultura cineclubística dos anos 60.

Os organizadores recomendam levar agasalhos, cobertas ou sacos de dormir, além de bebidas e comidas para compartilhar. Ao final do Cine Lage, será oferecido café da manhã.

  • Confira a programação:

19h – Exibição dos filmes:
“Actua I”, de Philippe Garrel (1968, França, 6 min.)
“La Reprise du Travail aux Usines Wonder”, de Jacques Willemont (1968, França, 10 min.)
“Grands Soirs et Petits Matins”, de William Klein (1978, França, 97 min.)

21h – Debate
“As semelhanças e diferenças entre 1968 e 2013, suas diversas dimensões, seus saldos e lições, sua representação audiovisual, e aquilo que eles ainda podem significar para o futuro da política no Brasil e no mundo.”

23h – Exibição do filme:
“Memórias do Subdesenvolvimento”, Tomás Gutiérrez Alea (1968, Cuba, 104 min.)

01h – Exibição dos filmes:
“Black Panthers”, de Agnès Varda (1968, França/EUA, 31 min.)
“Corrida Contra o Destino”, Richard C. Sarafian (1971, EUA, 99 min.)

03h30 – Exibição dos filmes:
“Blablablá”, de Andrea Tonacci (1968, Brasil, 33 min.)
“A Vida Provisória”, Maurício Gomes Leite (1968, Brasil, 88 min.)

05h45 – Exibição do filme:
“A Cidade é uma Só?”, Adirley Queirós (2011, Brasil, 79 min.)

7h – Café da manhã

Biergarten recebe ‘Encontro dos Blocos’ Escangalha e Areia

Compartilhe:

Autor: Por: Redação