Imagem do Topo

Anelis Assumpção convida Tulipa Ruiz no Auditório do Ibirapuera

Por: Redação | Comunicar erro
25
de agosto 2018
21h

A cantora, compositora e taurina maravilhosa Anelis Assumpção sobe ao palco do Auditório Ibirapuera, acompanhada por sua banda, no sábado, dia 25 de agosto, às 21h. Ela apresenta as composições do álbum Taurina, seu terceiro trabalho solo.

O disco faz referência astrológica ao signo de touro e uma sutil comparação entre a mulher e a vaca – animal que aparece com significados diversos em diferentes culturas. Reflete a vontade da artista de ‘comer o mundo’ – “e também de ficar deitada no sofá sem fazer nada”, explica ela.

Crédito: José de HolandaAnelis Assumpção convida Tulipa Ruiz no Auditório Ibirapuera

A apresentação mais do que especial recebe a participação especial de Tulipa Ruiz, que acompanha Anelis no palco. Um momento inédito e imperdível! A apresentação conta ainda com interpretação na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Os ingressos já estão a venda e custam R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada), mas o VilaMundo oferece 3 pares de ingressos VIPs para os primeiros leitores que escreverem um e-mail para chavevilamundo @gmail.com com o assunto “INGRESSOS AUDITÓRIO”. Informe o seu nome e de seu acompanhante e que show vocês gostariam de ver. Espere a confirmação da produção.

Na sexta, dia 24, o palco é da OCAM – Orquestra de Câmara da ECA/USP se apresenta sob a regência do maestro Gil Jardim e convida a Orquestra Mundana Refugi – formada por imigrantes e artistas vindos de países em situação de conflito social – para um concerto que transcende as fronteiras da própria música e resulta em um mosaico de cores e valores que exalam irmandade e respeito.

Já no domingo, dia 26 de agosto, a noite começa às 18h com o Estéticas das Periferias, com abertura no foyer com a Orquestra de Tambores de Aço de Volta Redonda. Às 19h, a plateia interna é ocupada pelo show Negras Vozes em Travessia, que reúne Juçara Marçal, Nega Duda e Dani Nega, cantoras com trajetórias distintas que se encontram em prol da potencialização de seus discursos, suas obras e seus sentimentos.

Ainda no show, Luz Ribeiro, Mel Duarte e Vic Sales engrossam o coro ao trazerem suas palavras poéticas afiadas. Juntas, todas elas, mulheres negras, evocam uma sociedade na qual as vozes de tantas outras, hoje silenciadas, também ecoem e sejam ouvidas. Os ingressos são gratuitos e distribuídos na bilheteria uma hora e meia antes da apresentação.

Curtiu? Então leia também: