Teatro MorumbiShopping apresenta Stand Up e comédias com 50%

Informar

Conexão Capoeira: manifestação sociocultural grátis no ABC

Por: Redação | Comunicar erro

Nos dias 7, 8, 9 e 10 de agosto, o Sesc São Caetano realiza o projeto “Conexão Capoeira ABC” que através de vivência, bate papo e workshops contará a história da prática na região do ABC Paulista e curiosidades sobre a manifestação sociocultural de origem afro-brasileira, que mistura luta, dança, elementos da cultura popular e música. As atividades são gratuitas e livres para todas as idades.

Crédito: Willbrasil21/ iStockAtividades abordarão a história da prática na região do ABC Paulista e curiosidades sobre manifestação sociocultural de origem afro-brasileira

A iniciativa propõe discussões acerca das questões históricas da capoeira local, dos direcionamentos contemporâneos desta manifestação, um momento oportuno para formação e instrumentalização de mestres e professores, e ainda um espaço para a troca de saberes e experiências.

Bate-papo

  • 07, terça, 19h30- Ancestralidade: Corpo, Cultura e Religião 

Bate papo sobre a ancestralidade quando relacionada ao corpo, cultura e religião, trazendo para a discussão questões evolutivas, de apropriações e descaracterizações da cultura popular brasileira.
Com Rose Maria de Souza, Fabiano Maranhão e Diolino de Brito.

  • 08, quarta, 19h30- “Mulher em Jogo” com Carla Yahn (Treinel Natureza) 

Bate papo histórico, cultural e musical sobre a participação da mulher na Capoeira. Hoje em dia, é quase impossível assistir a uma roda de capoeira, em qualquer canto do mundo, onde não haja a presença feminina. As mulheres, com todo o direito, estão conquistando a cada dia, mais e mais espaço nesse universo que durante muito tempo foi predominantemente um espaço masculino.

Carla Yahn possui graduação em letras com licenciatura plena pela UNESP (2007), mestrado em letras na área de literatura e vida social pela UNESP (2012). Tem experiência na área de Letras, Literatura, Linguagens e Educação. É professora na Rede Pública de Ensino – Educação Básica II. Arte Educadora pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo. Atua principalmente nos seguintes temas: cultura popular, cultura afro-brasileira, oralidade e capoeira. É treinel de capoeira angola pelo grupo “Os Angoleiros do Sertão”, Feira de Santana-BA.

  • 09, quinta, 19h- A Roda de Capoeira: Cultura, Contos e Fundamentos com Mestre Maurão

História, ensinamentos, fundamentos, curiosidades e roda de Capoeira.
A Capoeira é considerada como uma prática cultural que se organiza em forma de sistema, constituindo-se pelos seguintes elementos: a roda, os toques musicais de berimbau, as músicas, a ginga e os movimentos corporais dos dois estilos (Capoeira Regional e Angola). Há, portanto, uma interdependência, em que os participantes da roda deverão se revezar nestas diferentes funções no decorrer do jogo, ou seja: o capoeirista deverá saber desempenhar todas as formas necessárias para ocorrer o evento: tocará tanto o berimbau quanto o atabaque, o pandeiro, o agogô e o caxixi e ainda revezará com outros participantes jogando e também cantando.

Mestre Maurão inicia na capoeira em 1979, na cidade de Santo André/SP, no Grupo Nova Luanda, liderado por Mestre Valdenor, onde se formou no ano de 1985. Participou na década de 80 de vários campeonatos onde se consagrou Tri-Campeão Brasileiro (consecutivo), além de ter sido por 14 anos Campeão Paulista.

Workshop

  • 10, sexta, 9h30- Fundamentação teórica e metodológica para o ensino da Capoeira com Eduardo Okuhara

Discussão sobre os elementos básicos fundamentais para o ensino da Capoeira.
Todo o profissional da área de Educação Física deve primar para que todo o aluno vivencie as diferentes formas que a cultura corporal de movimento tem oferecido, e incluído neste processo está a Capoeira.

Eduardo Okuhara, está doutorando em Educação no programa de Pós-graduação da UMESP. Mestre em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP (2006), área de concentração: Pedagogia do Movimento, Corporeidade e Lazer (Orientador: Prof. Dr. Wagner Wey Moreira). Atualmente é docente no curso de Educação Física e pedagogia da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) e do Centro Universitário Ítalo Brasileiro (UNIITALO). Coordenador e Professor de Capoeira do Projeto Capoeirando na Metô (Capoeira para pessoas com Síndrome de Down). Professor de Capoeira do Instituto Padre Leo Comissari e Membro do Grupo de Estudos da Fenomenologia das fases da vida da PPGE-UMESP. Membro do conselho editorial da Revista de Educação Física REBESCOLAR. Temas de interesse: Educação e linguagem, Educação Física Escolar, Motricidade Humana, Cultura Afro-brasileira, Capoeira e Fenomenologia.

  • 10, sexta, 14h- Estratégias Metodológicas no Ensino da Capoeira para Crianças de 03 a 06 anos com Adan Parisi e Carlos Alberto 

Atividades, jogos e brincadeiras que podem ser utilizadas como ferramentas para o ensino da Capoeira para crianças de 3 a 6 anos.
Os exercícios de Capoeira envolvem todas as partes do corpo e são executados associados a um ritmo que favorece a integração dos envolvidos, desenvolvendo de maneira eficaz os seguintes aspectos: imagem do corpo, autoimagem, equilíbrio, associação visual motora, coordenação, movimentos de locomoção e movimentos uniformes, orientação espacial, lateralidade, direcionalidade.

  • 10, sexta, 14h- O Ensino da Capoeira para Idosos: Uma Abordagem Cultural Plural Como Proposta Pedagógica com Diolino de Brito e Regina Gerizani 

Jongo, Samba de Roda, Côco e outros elementos da cultura popular brasileira como ferramentas de facilitação no ensino da Capoeira para Idosos.
A capoeira é uma expressão cultural afro-brasileira desenvolvida por golpes e movimentos ágeis com mãos, pernas, cabeça, braços e elementos de acrobacia. Esta prática desperta o interesse, não somente de jovens, mas também de idosos que veem nestes exercícios um meio de lazer e bem estar físico.

O Sesc São Caetano fica na Rua Piauí, 554- B. Santa Paula. Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados com 1h de antecedência na Central de Atendimento da unidade. Limitado a 4 ingressos por pessoa.
Mais informações  pelo telefone: (11) 4223-8800.

Quer ficar por dentro das atividades culturais e cursos gratuitos ou baratinhos no ABC Paulista? Então siga o VilaMundo no Facebook.

Teatro no busão: Zózima Visita desembarca no ABC com peças GRÁTIS

Compartilhe: