Imagem do Topo

Laura Lavieri lança disco e canta sobre amor, empatia e liberdade

Leitores do VilaMundo podem garantir ingresso grátis

Por: Redação | Comunicar erro

A cantora Laura Lavieri te convida para seu “Desastre Solar”, primeiro disco solo da carreira da artista, recém lançado via selo slap (Som Livre) nas principais plataformas digitais. O lançamento em versão física acontece no Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, dia 14 de outubro, domingo, às 19h.

Laura Lavieri lança seu primeiro trabalho solo - e o momento é muito propício
Crédito: Daryan DornellesLaura Lavieri lança seu primeiro trabalho solo – e o momento é muito propício

Os ingressos para as apresentações já estão a venda e custam R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada), mas o VilaMundo oferece 2 pares de ingressos VIPs para os primeiros leitores que escreverem um e-mail para chavevilamundo @gmail.com com o assunto “INGRESSOS AUDITÓRIO”. Informe o seu nome e de seu acompanhante, o show que querem ver e espere a confirmação da produção.

Com produção de Diogo Strausz, o álbum traz 11 faixas assinadas por diferentes compositores, e será integralmente interpretado por Laura Laviere junto com os músicos Guilherme Lírio (baixo), Pedro Fonte (bateria), Lux Ferreira (teclados), Paulo Emmery (guitarra) e Marcelo Callado (percussão).

De acordo com Laura, um dos maiores e mais abrangentes sentimentos que “Desastre Solar” traz é o da descoberta. “Descobrir a mim mesma, descobrir o ofício, trabalho, percurso, o desafio que é fazer um disco. Tornar real e material algo que já foi simplesmente uma sensação”, comenta a intérprete, que despontou há mais de uma década quando integrava a banda de apoio de Marcelo Jeneci como segunda voz.

Em clima ora tranquilo e suave, ora denso e profundo, “Desastre Solar” traz à tona canções que se afastam do universo mais leve pelo qual ficou conhecida. Se a natureza feminina revela o outro lado da lua, Laura Lavieri traz um relato forte e marcante, onde os astros não dão tantas certezas de amores felizes e noites bem resolvidas. Nesse ambiente, novos caminhos narrativos podem ser explorados.

Uma cantora de gostos e tons diversos, em “Desastre Solar” Laura se revela uma intérprete madura e versátil, que canta sobre o amor, a solidão, a empatia e a liberdade. Tudo isso sobre uma cama melódica coberta de referências como a Jovem Guarda, o rock oitentista, o axé e o samba.

Ao longo do álbum – e do show -, a cantora deita sua voz com intensidade, gerando um trabalho contagiante e múltiplo: romântica em “Deixa Acontecer” , psicodélica em “Radical”ou doce em “Sol” , Laura Lavieri passeia por “Desastre Solar” em humores e situações diferentes, explorando suas próprias possibilidades vocais.

“Na vida tudo é cíclico, tudo nasce e morre, o tempo inteiro”, reflete Laura. “Às vezes isso dói muito, às vezes é a coisa mais linda que já se viu. E quando um começa – e o outro acaba – podemos reconhecer a existência de cada um. É o limite, a explosão e eu valorizo muito isso. Se a gente puder se ater ao caráter dourado delas, dá pra aguentar a dor”, desenvolve a artista sobre o novo trabalho.

Leia mais: