As belezas de Bonito (MS)

Por: Catraca Livre Comunicar erro

Sabe tudo aquilo que você já ouviu e leu sobre Bonito? É tudo a mais pura verdade! Além ser um pólo de ecoturismo conhecido mundialmente, tem como principal atração suas paisagens naturais. É rico em grutas, cavernas, rios de águas cristalinas para mergulhos e flutuação, cachoeiras e dolinas. Isso sem falar da fauna rica que o lugar abriga também.

Bonito é um município  de Mato Grosso do Sul, região Centro-Oeste do Brasil. Em conjunto com os municípios de Jardim, Guia Lopes da Laguna e Bodoquena integra o complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena.

Flutuação em Bonito/MS
Flutuação em Bonito/MS

Chegar em Bonito, a partir de Campo Grande (MS), é possível por três caminhos: o mais rápido é o que pega a BR-060, passando por Sidrolândia e Nioaque; há também o trajeto pela BR-262, que passa por Aquidauana e o caminho mais comprido, passando por Aquidauana, Miranda, Bodoquena, e também pelo Pantanal.

Em Bonito você vai encontrar:

1) Cachoeiras: De todos os tipos e tamanhos, você certamente terá muitas opções para escolher

Bonito/MS
Crédito: Jorge BravoUma das cachoeiras da Estância Mimosa
Cachoeira do Elefante na fazenda Rio do Peixe
Crédito: Jorge BravoCachoeira do Elefante na fazenda Rio do Peixe
Mais uma cachoeira na Estância Mimosa
Mais uma cachoeira na Estância Mimosa
Ultima cachoeira que parei durante a trilha realizada na Estância Mimosa
Ultima cachoeira que parei durante a trilha realizada na Estância Mimosa

2) Vida selvagem: não se espante se encontrar um jacaré solto em alguma das propriedades que visitar.

Um dos jacarés da Estância Mimosa
Um dos jacarés da Estância Mimosa
acervo pessoal
Crédito: Jorge BravoMacaco na fazenda Rio do Peixe
A cativante anta Gigi na fazenda Rio do Peixe
A cativante anta Gigi na fazenda Rio do Peixe
Eles ficam sobre os telhados esperando a oportunidade de roubar comida
Crédito: Jorge BravoEles ficam sobre os telhados esperando a oportunidade de roubar comida

3) Muitos pássaros: nas estradas é comum ver tucanos no céu ou sobre as árvores. E as araras fazem sala aos visitantes das atrações do lugar.

Arara vermelha no Recanto Ecológico Rio da Prata
Crédito: Jorge BravoArara vermelha no Recanto Ecológico Rio da Prata
acervo pessoal
Araras na Estância Mimosa

4) Rios de água cristalina para fazer flutuação: não deixe de experimentar este passeio que te dá a sensação de estar dentro de um aquário.

Flutuação do Recanto Ecológico Rio da Prata
Flutuação do Recanto Ecológico Rio da Prata
Nascente do Rio Olho d'Boi
Nascente do Rio Olho d’Boi
Rio Sucuri: para flutuação
Rio Sucuri: para flutuação
Flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata
Flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata

5) Grutas, cavernas e dolinas: sempre preenchidas por águas cristalinas e repletas de vida selvagem

Gruta do Lago Azul
Gruta do Lago Azul
Buraco das Araras - dolina que as araras tomaram como habitat
Buraco das Araras – dolina que as araras tomaram como habitat

6) Muito verde: seja na estrada ou durante as trilhas de cada atração, o que não falta é verde para apreciar

Recanto Ecológico Rio da Prata
Crédito: Jorge BravoRecanto Ecológico Rio da Prata
Trilha no Recanto Ecológico Rio da Prata
Trilha no Recanto Ecológico Rio da Prata

7)Comida da fazenda: é super comum os receptivos das atrações oferecerem um típico almoço da fazenda para os visitantes se deliciarem

Comida da fazenda na Estância Mimosa
Comida da fazenda na Estância Mimosa
Doces Caseiros oferecidos na Estância Mimosa
Doces Caseiros oferecidos na Estância Mimosa
Cachaça artesanal na Fábrica da Taboa
Cachaça artesanal na Fábrica da Taboa

É um destino indicado para quem busca tranquilidade e belezas naturais. Os amantes da natureza devem incluir este paraíso do Ecoturismo em seu roteiro.

No blog Profissão Turista você encontrará mais dicas sobre passeios, hospedagem e onde comer em Bonito.

* Já conhece nossas redes sociais? Acesse os links e nos acompanhe para saber as novidades: Facebook; GooglePlus e Instagram. No snapchat é só buscar por “profissaoturist”.

Até a próxima viagem!

Por Natália Góes, do blog Profissão Turista

Compartilhe: