Campanha imagina uma São Paulo com menos muros

A ideia surgiu num parque na zona oeste que vai ser dividido por um muro de concreto, mas pode ser útil para toda a cidade

Por: Redação | Comunicar erro

Empreendimentos imobiliários surgem dia após dia em São Paulo. Alguns deles resolvem problemas locais, outros criam situações de conflito. Na Vila Madalena, zona oeste, um desses novos imóveis começou a ser erguido ao lado de uma área que foi recentemente revitalizada pelos moradores da região, o Parque Linear das Corujas.

O projeto, de iniciativa popular, realizou e ainda pretende colocar em prática uma série de medidas que tornaram a praça mais convidativa aos cidadãos, como a instalação de solários e até um pomar. O problema é que parte do parque fica ao lado do empreendimento Natingui Corujas e, consequentemente, um muro de concreto está sendo erguido no local.

divulgação
A campanha pede que as pessoas compartilhem as fotos dos cartazes marcando a Incorporadora IdeaZarvos para fazê-la mudar de ideia quanto o muro.

Os idealizadores e apoiadores do projeto resolveram pensar em uma alternativa criativa: pedir que a Incorporadora IdeaZarvos, responsável pelo novo prédio comercial, troque o muro por uma grade ou uma cerca viva.

A intenção do pedido é que os dois terrenos não sejam separados por uma barreira tão ofensiva quanto um muro de concreto – e, talvez, que no futuro as áreas possam ser até integradas.  “Nosso pedido é gentil, assim como tudo o que fazemos”, explica a carta de divulgação da campanha. “Não estamos contra a incorporadora, porque acreditamos que podemos trabalhar todos juntos (pessoas, empresas e poder público) para construir uma cidade mais humana. Apenas queremos mostrar que as pessoas preferem algo mais leve, verde e vivo. Já temos muros demais na nossa cidade.”

Compartilhe: