Cinco razões para visitar e amar Seul, capital da Coreia do Sul

Por: Redação | Comunicar erro

A Coreia do Sul é um país relativamente pequeno em território, mas é um gigante em desenvolvimento, tecnologia e infraestrutura. Sua capital, Seul, ainda pouco visitada por brasileiros é um destino impressionante e, quem conhece, ama!

Dicas de transporte – Fique tranquilo, você pode confiar nos taxistas em Seul. Tem taxista em todo lugar mas poucos falam inglês então se você não fala coreano leve o endereço de seu destino anotado. Seul também oferece um serviço de táxi exclusivo para estrangeiros com taxistas que falam inglês (serviço mediante reserva).

O aplicativo do metrô é outro motivo de babar pelo sistema de transporte. Você seleciona de onde está e para onde quer ir, se houver conexões o aplicativo te informará até o número da porta do trem que deve embarcar para tornar sua conexão mais fácil. O aplicativo é gratuito, está em inglês e funciona off-line. Busque pelo aplicativo Subway Korea.

 

2 -Segurança e receptividade

Seul é uma das cidades mais seguras do mundo e os sul coreanos são super receptíveis. Se você abre um mapa na rua não demora mais de 1 minuto para alguém te oferecer ajuda. Por isso fique tranquilo e curta sua viagem!

Dica de quebra galho – O departamento de turismo da Coreia do Sul oferece um serviço gratuito de apoio aos turistas por telefone (número 1330). A central de atendimento está disponível 24 horas, 7 dias por semana, para qualquer dúvida, reclamação, emergências e até para interpretação de coreano para inglês, japonês ou chinês.

 

3 – A cidade funciona 24h

Não se preocupe em acordar cedo, Seul não para! Praticamente em todas as áreas da cidade você encontra bares, restaurantes, karaokês e cafés que funcionam 24 horas. Centros comerciais e shopping funcionam até tarde, na região de Dongdaemun, por exemplo, a maioria dos shoppings funcionam das 10 da manhã até as 5 da manhã do dia seguinte.

Dicas de passeio noturno – Namdaemun Market é o maior e mais antigo mercado de rua da Coreia do Sul. Lá você encontra de tudo! Roupas, souvenirs, bugigangas e comida. A maior parte do mercado fica aberta 24 horas. Outra dica de passeio noturno local é passar uma noite, ou talvez algumas horas, em um Jjimjilbang (Spa típico coreano). A maioria funciona 24 horas.

Namdaemun Market[/img]

 

4 – Moderno e milenar

Algumas áreas da cidade são modernas e futurísticas, outras são simples e tradicionais, e no meio de tudo você sempre se depara com templos e portais milenares. É uma mistura de encher os olhos e o cartão de memória da câmera! A maioria dos templos e palácios milenares são abertos para visitação e o preço de entrada é quase simbólico, vale a pena conferir.

Dica de um visual incrível – Uma das construções mais futurísticas de Seul é o DDP (Dongdaemun Design Plaza). A construção metálica, cheia de curvas funciona como um centro de exposições e eventos. Você pode almoçar, ou tomar um café com vista para este monumento nos andares mais altos dos shoppings que ficam ao redor do DDP.

 

5 – Onde ficar

Insadong: área bem turística, construções mais simples, cheia de lojas de souvenirs e artesanatos.

Jongno-gu: área moderna, com importantes pontos turísticos ao redor como o Palácio Gyeongbokgung.

Gangnam: área que ficou internacionalmente conhecida depois do hit Gangnam style. Reúne jovens, fashionistas e hipsters. Área de compras é também boa opção noturna.

Itaewon: bairro mais internacional de Seoul, cheio de bares e restaurantes de várias origens, inclusive restaurante brasileiro.

Sinchon: é o ponto de encontro do público universitário. Tem várias opções de bares e restaurantes coreanos modernos.

Dica de para economizar na hospedagem – Decidir onde ficar em Seul fica mais fácil usando o mapa do Detecta Hotel. Com ele você consegue ver as estações de metrô e pontos de referência mais próximos. A visualização do mapa é ótima tanto na versão desktop como na versão mobile. Além disso é possível ordenar os hotéis do mapa de acordo com sua preferência, inclusive pelo preço. São mais de 1350 ofertas.

Compartilhe: