Como abrir uma conta fora do país para realizar uma longa viagem?

Por: ViraVolta | Comunicar erro

O Projeto ViraVolta, que fala sobre transformação pessoal através de longas viagens pelo mundo, além de inspirar pessoas com essa idéia, sempre traz dicas que ajudam no planejamento e realização da viagem.

Uma dúvida que sempre surge é com relação ao uso do dinheiro em vários moedas diferentes. Nesse link, você consegue ver um comparativo de todas as possibilidades, com vantagens e desvantagens, mas de fato, para evitar a flutuação do dólar e o alto IOF, a melhor solução seria abrir uma conta fora. Porém, o processo não é assim tão simples.

A dupla dinâmica Sandra e Bianca, do blog Duas no Mundo, acabaram de sair pra viajar o mundo e conseguiram abrir uma conta nos Estados Unidos pelo HSBC. Aqui elas passam todos os detalhes de como foi o processo.

Exigências para abrir uma conta fora do país pelo HSBC:

  • Ter uma conta no HSBC Premier Brasil por pelo menos 3 meses.
  • Ter US$ 50 mil disponível em conta ou investimento, pois são fundos para você transferir à conta internacional.

Todo o processo é realizado do Brasil, sem necessidade de ir à uma agência no país de abertura da conta.

Características da conta fora:

Ela será uma conta corrente normal, vinculada à sua conta do Brasil, permitindo depósitos por terceiros e movimentação do dinheiro com cartão de débito e crédito.

Processo para abertura da conta fora pelo HSBC:

  • PASSO 1 – O seu gerente do Premier no Brasil indica a sua conta para abertura no exterior (em qualquer dos países que o HSBC atua) para o setor IBC (international banking centre) do HSBC.
  • PASSO 2 – O IBC entra em contato para fazer uma entrevista por telefone. A pergunta mais importante é porque você quer uma conta no exterior? A resposta ideal deve ser para investimentos no país onde deseja abrir a conta (mencionar a sua viagem pelo mundo não é relevante e pode prejudicar o processo).
  • PASSO 3 – Depois da ligação o IBC manda um formulário para preenchimento, que deve ser impresso, assinado e entregue na agência junto com os documentos comprobatórios (2 comprovantes de identidade, comprovante de residência, de renda, etc – o próprio formulário indica quais as informações necessárias)
  • PASSO 4 – Com o formulário e todos os documentos OK, o IBC manda para o país que você solicitou e durante a análise podem surgir questionamentos referente à documentação.
  • PASSO 5 – Você recebe um e-mail confirmando a abertura da conta.
  • PASSO 6 – A pós 10 dias úteis você recebe o cartão da conta, talões de cheques e o kit boas vindas com um monte de panfletos.

Duração do processo:

  • Todo o processo dura cerca de 2 meses, dependendo dos questionamentos que apareçam ao longo do processo.
  • Somente a parte de avaliação do pedido de abertura de conta pelo país que você solicitou leva de 20 dias a 1 mês.
  • A entrega dos cartões da nova conta leva 10 dias úteis após a confirmação.

Quais as vantagens de ter a conta fora pelo HSBC:

  • A principal vantagem é proteger o capital em moeda estrangeira, longe da flutuação louca do dólar no Brasil.
  • As transferências são realizadas pelo câmbio do HSBC, que é um pouco mais alto que o oficial, mas muito melhor que os das casas de câmbio.
  • O banco não cobra taxa para transferência de valores entre contas HSBC.
  • A única cobrança é do IOF, que é de 0,38%, cobrado apenas uma vez na transferência da sua conta do Brasil para a sua conta fora.
  • O cartão de crédito da sua conta fora não cobra nenhuma taxa.
  • Todos os saques realizados em caixas eletrônicos do HSBC não cobram taxa.
  • Os saques realizados em caixas eletrônicos de outros bancos parceiros do HSBC também não cobram taxa, em alguns bancos a taxa é cobrada mas é extornada na sua conta fora pelo HSBC cerca de 20 dias depois, pelo menos todas foram devolvidas na experiência dela até o momento. Esse é um grande diferencial para outros bancos, que cobram taxa em quase todos os caixas eletrônicos. Tentamos buscar a lista de bancos parceiros pelo mundo mas não encontramos.

Dicas importantes:

  • Sempre que você for questionado sobre seu interesse para abrir uma conta fora diga que é para fazer investimentos, nunca mencione sua longa viagem pelo mundo.
  • Infelizmente existem muitos gerentes mal informados e mal treinados. Muitas pessoas já escreveram para o ViraVolta dizendo que perguntaram no HSBC e o gerente informa restrições diferentes, como ter residência no país que deseja abrir a conta ou viajar pra lá pelo menos 2 vezes ao mês, mas a experiência delas prova de que nada disso é necessário. Se o seu gerente não está te ajudando, busque outro gerente.

Vale ressaltar que essas informações não foram repassadas pelo HSBC. A ViraVolta está apenas compartilhando a experiência de outros viajantes para tentar ajudar outras pessoas.

Você acha que para você ficaria complicado abrir uma conta fora? Então veja todas as dicas da ViraVolta de como fazer para usar o seu dinheiro nos cinco cantos do mundo da forma mais prática.

Outras dicas para ajudar no planejamento de uma longa viagem?

Quanto custa viajar o mundo por 1 ano?
Saiba tudo sobre a passagem de Volta ao Mundo.
Como planejar o roteiro da viagem?
O que levar na mochila para uma viagem de 1 ano?

Conheça mais sobre o Projeto ViraVolta e fique conectado:

Site: projetoviravolta.com
Facebook: facebook.com/projetoviravolta
Youtube: youtube.com/user/projetoviravolta
Twitter: twitter.com/_ViraVolta
Pinterest: pinterest.com/viravolta/

Compartilhe:

Autor: ViraVolta

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário viravolta da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.