Conheça as impressionantes fachadas de Lucerna, na Suíça

Por Eduardo Vessoni, do site Viagem em Pauta

Por: Redação Comunicar erro

Em Lucerna, as fachadas contam histórias.

Fotos: Eduardo Vessoni/Viagem em Pauta
Pintada pelos artistas Oskar Limacher e Emil von Segesser, a fachada dessa construção histórica da segunda metade do século 16, traz referências a santos e nomes de famílias tradicionais da cidade

Seja pelo puro prazer de decorar antigas residências ou para exibir poder ou mecenato –o velho hábito de apoiar artistas da época–, essa cidade medieval da Suíça Central preserva até hoje uma sequência de construções pintadas que se exibem (e, às vezes, se escondem) no labirinto estreito de becos e ruas do centro histórico.

Fachada pintada por Eduard Renggli, em 1928, na Weinmarkt

Eis o exemplo daquilo que poderíamos chamar de uma autêntica “arte de rua da Idade Média”.

Segundo as crônicas do jovem Diepold Schilling publicadas em um manuscrito ilustrado do início do século 16 conhecido como “Luzernerchronik”, as primeiras referências ao hábito de decorar as fachadas das construções locais datam de 1513, consideradas os exemplares mais antigos que ainda podem ser vistos no destino.

Detalhe de uma das fachadas decoradas da Hirchenplatz, praça do centro histórico de Lucern

São tantos que nem os próprios guias oficiais da cidade arriscam dar um número exato. O que se sabe é que a manutenção dessas obras expostas ao ar livre é renovada de tempos em tempos, cujas construções catalogadas recebem apoio do governo suíço.

E o que é melhor: a visita é de graça (uma boa notícia em terras que nem sempre convidam os viajantes com orçamento mais apertado).

Fachada pintada por Eduard Renggli, em 1928, na Weinmarkt, no centro histórico de Lucerna
Vista do painel de 1928 feito pelo artista Maurice Barraud, localizado na estação central de trens de Lucerna,
Detalhe de uma das fachadas decoradas da Hirchenplatz, pintada no início do século passado

Compartilhe: