Corda, amarelinha e corrida de saco: Paulista aberta recebe brincadeiras de rua aos domingos

Por: Redação

Crianças e adultos fazem fila para pular corda enquanto um grupo de jovens entoa canções de brincar. “Coca-cola, Pepsi-cola, quantos anos você tem?”. Perto dali, seis garotos pegam sacos de café de uma caixa e começam uma disputa de corrida de saco. Ao lado, duas crianças que parecem ter menos de 5 anos têm, pela primeira vez, contato com jogos clássicos como futebol de botão, elástico e jet ball.

Esse é o cenário da avenida Paulista aos domingos, quando toda a extensão da via é aberta para o lazer de pedestres e ciclistas.

Aproveitando a ocasião, jovens organizam nesse dia da semana a ação Brincadeiras na Rua na Paulista Aberta, uma iniciativa do Coletivo Não Só o Gato e da Llobo Psicologia Esportiva com o apoio do Movimento Paulista Aberta e do Bora amar, bora?.

O objetivo da ação é resgatar a relação de crianças e adultos com a cidade e incentivá-los a botar o corpo para se mexer. Além dos jogos citados, ainda é possível brincar de queimada, bambolê, dominó e amarelinha, desenhar com giz na rua e disputar partidas de pingue-pongue.

Crianças, adultos e idosas pulam corda na avenida aos domingos
Crédito: PicasaCrianças, adultos e idosas pulam corda na avenida aos domingos

A psicóloga do esporte Luara Lobo, uma das responsáveis pela ocupação, defende a importância dos jogos e do convívio na rua. “Cada vez que vamos à Paulista levar as brincadeiras, conheço crianças que nunca tinham pulado corda ou jogado amarelinha. Elas começam a fazer movimentos com o corpo que nunca fizeram na vida”, explica ao Catraca Livre.

Para ela, muitas pessoas têm medo de viver a cidade e, por causa disso, não se atrevem a desbravar os espaços públicos. Limitam-se a brincar dentro de condomínios e shoppings. “A rua é o lugar onde as pessoas pegam trânsito no dia a dia. Muitas delas só andam de carro, pois têm medo de ser assaltada. Por isso, experimentar atividades como a que propomos faz com que elas mudem sua relação com esse ambiente e, consequentemente, com a cidade”, acredita Luara.

A avenida Paulista foi oficialmente aberta ao lazer no dia 18 de outubro de 2015 após dois testes realizados em junho e agosto. O primeiro teste ocorreu no dia 28 de junho para a inauguração da ciclovia da Paulista e, em agosto, outro teste foi feito durante a inauguração da ciclovia da avenida Bernardino de Campos. Antes da abertura, houve ainda a realização de audiências públicas.

Atualmente, a liberação da via para lazer acontece das 9h às 17h entre a praça Osvaldo Cruz e a rua da Consolação, em ambos os sentidos.

A ação acontece aos domingos das 12h às 17h
Crédito: PicasaA ação acontece aos domingos das 12h às 17h

“Ocupar a Paulista com atividades lúdicas é um ato de ocupação, um ato político.  As pessoas pulam corda e ficam descalças em um lugar onde costuma ter trânsito, carro, barulho de buzina”, afirma Adolfo Martins, do Não Só o Gato. “É uma cena forte, que simbolicamente representa muita coisa. Cada um sai de sua bolha e vai brincar na avenida que é um dos maiores centros financeiros da cidade, uma entre tantas vias lotadas de prédios enormes. Brincar na rua é recuperar a dimensão humana desses lugares”, diz.

Um levantamento realizado em junho e julho pela organização Cidade Ativa colheu dados para descobrir o que a população pensa sobre a Paulista aberta ao lazer aos domingos. Na pesquisa, 88% das pessoas se mostraram a favor da abertura da avenida para as pessoas.

Em outra pesquisa, a revista CartaCapital mostra que os 15 hospitais que estão em um raio de até 500 metros por toda a extensão da avenida não se opõem à ocupação da via para atividades culturais e esportivas aos domingos. Todos disseram que as rotas alternativas de acesso funcionam bem nesses dias.

A Paulista aberta para lazer faz parte do programa “Ruas Abertas” da Prefeitura de São Paulo, cujo objetivo é abrir ruas e avenidas de grande relevância em vários pontos da cidade aos domingos e feriados para ampliar os espaços de lazer e promover uma melhor ocupação do espaço público na capital.

Paulista sem carros = Paulista cheia de brincadeiras! ❤ ❤ ❤Saiba mais >>> http://bit.ly/1NpFeSP

Posted by Catraca Livre on Wednesday, 16 December 2015

Compartilhe: