Descubra dois documentários que tratam do samba de resistência

Por: Redação | Comunicar erro

O Samba em Rede indica dois documentários sobre o samba de resistência. Com objetivos distintos, um deles posiciona-se contra a ditadura militar e outro a favor da sobrevida do Carnaval paulistano.

“Noitada de Samba – Foco de resistência” (direção: Cély Leal, 1971)

1971. O Brasil vivia a ditadura militar. No Rio de Janeiro, Jorge Coutinho e Leonides Bayer lançavam “A Noitada de Samba”, no Teatro Opinião. Pela primeira vez, traziam compositores e intérpretes dos morros e da periferia com regularidade para a zona sul.

Totalizaram-se 617 espetáculos em 13 anos, transformando aquele endereço em foco de resistência política e cultural. O filme conta esta história através de depoimentos de Alcione, Beth Carvalho, Dona Ivone Lara, Eliana Pittman, Elton Medeiros, Gilberto Braga, Martinho da Vila, Maurício Sherman, entre outros.

“Lavapés – A Resistência do Samba” (TCC realizado em 2012 por alunos da Faculdade Cásper Líbero. Bruno Ravagnani e Caio Ramos Guilherme Cintra)

Fundada em 1937, a mais antiga Escola de Samba de São Paulo, a S.R.B.E. Lavapés, luta diariamente para voltar à elite do Carnaval paulistano sem deixar de lado sua cultura e tradição.

O documentário retrata a força e o empenho de uma família, comandada por Rosemeire Marcondes, que batalha diariamente para manter uma agremiação sem nenhum apoio financeiro. Também resgata sambas-enredo da escola e analisa a tradição e industrialização do Carnaval paulista.

Compartilhe: