Freemason’s Hall, a grande loja maçom da Irlanda

A francomaçonaria (popularmente chamada de maçonaria) é uma sociedade discreta e por essa característica, entende-se que se trata de ação reservada e que interessa exclusivamente àqueles que dela participam. De caráter universal, os membros cultivam os princípios da liberdade, democracia, igualdade, fraternidade e aperfeiçoamento intelectual. A maçonaria é, portanto, uma sociedade fraternal, que admite todo homem livre e de bons costumes, sem distinção de raça, religião, ideário político ou posição social.

Suas principais exigências são que o candidato acredite em um princípio criador, tenha boa índole, respeite a família, possua um espírito filantrópico e o firme propósito de tratar sempre de ir em busca da perfeição, aniquilando seus vícios e trabalhando para a constante evolução de suas virtudes.

Como é uma escola de filosofia, moral e bons costumes, e não sendo uma religião, a maçonaria não pretende concorrer com outras religiões. Permite aos seus iniciados a crença em qualquer uma das religiões existentes, exigindo apenas a crença em um ser superior, criador de tudo e de todos, que o candidato já acreditasse antes mesmo de considerar a possibilidade de vir a ser um maçom. Assim, ‘Grande Arquiteto do Universo’ ou ‘G.·.A.·.D.·.U.·.’ é uma designação maçônica para uma força superior, criadora de tudo o que existe.

O lema, ou o símbolo, “Liberdade, Igualdade, Fraternidade” se constitui de um grupo de palavras que supostamente exprime as aspirações teóricas do povo maçônico e que, se atingidas, levariam a um alto grau de aperfeiçoamento de toda a Maçonaria. A trilogia seria de origem revolucionária e que se introduziu na cultura maçônica através do Imperador Napoleão a partir do início do período napoleônico.

A Revolução Francesa (05/05/1789 – 09/11/1799), uma das maiores revoluções da humanidade, é considerada como o acontecimento que deu início à Idade Contemporânea. Aboliu a servidão e os direitos feudais e proclamou os princípios universais de “Liberdade, Igualdade e Fraternidade” (Liberté, Egalité, Fraternité), frase de autoria de Jean-Jacques Rousseau.

A maçonaria universal utiliza o sistema de graus para transmitir os seus ensinamentos, cujo acesso é obtido por meio de uma Iniciação a cada grau e os ensinamentos são transmitidos através de representações e símbolos.

O tema das mulheres e a maçonaria é complexo e sem uma explicação fácil. Tradicionalmente, só os homens podem ser maçons através da Maçonaria Regular. A tendência predominante das Grande Lojas Maçônicas, justificam a exclusão das mulheres da Maçonaria por várias razões. A estrutura e as tradições dos dias modernos na maçonaria, baseiam-se em “pedreiros” medievais da Europa. Essas corporações operatórias maçônicas, não permitem que as mulheres participem, por causa da cultura da época. Muitas propostas e tradições das Grande Lojas, iriam alterar completamente a estrutura da Maçonaria. A Grande Loja da Irlanda, por sua vez, governa uma forma tradicional de uma Maçonaria e é restrita aos homens.

A seguir, uma breve explicação sobre as salas existentes na Freemason’s Hall.

1. The Grand Lodge Room – primeiro andar

A maior sala de encontros do prédio (e uma das mais bonitas na minha opinião) fica no primeiro andar.

As fotos semi circulares, acima dos retratos de antigos oficiais da Grand Lodge, mostram a construção do Templo de Salomão, na qual a cerimônia maçônica é baseada.[/img]

2. The Mark Room – primeiro andar

Esta sala é o cenário para o Grau de Mark Mason que se refere à pedra angular da construção do Templo de Salomão.

3. The Royal Arch Chapter Room – primeiro andar

A história da reconstrução do Templo de Salomão fornece uma base para a cerimônia para os membros dos Royal Arch Chapters que atendem nesta sala.

O tema egípcio aqui cria um ar de antiguidade, mas é puramente decorativo, típico da era vitoriana.

4. The Knights Templar Room – segundo andar

Esta sala foi concebida na forma de uma capela, conhecida como um corpo de cavalaria baseada na lenda original dos Cavaleiros Templários.

Brasões de alguns ex-membros podem ser encontrados nas janelas e nos painéis dos assentos.

5. The Prince Masons Chapter Room – segundo andar

Agora sim a sala mais bonita de todas. A The Prince Masons Chapter Room é adornada por símbolos de águia, além de bandeiras e brasões de membros.

Museu

O Freemason’s Hall fica na 17 Molesoworth Street, em Dublin 2 e durante os meses de junho a agosto, você pode fazer tours guiados às 14h30 de segunda à sexta-feira. Fora estes períodos, basta você enviar um e-mail para office@freemasons.org e agendar a sua visita.

Para maiores informações, visite o site oficial da loja.

Observação pessoal: não conhecemos nenhum maçom pessoalmente para confirmar tudo o que pesquisamos na internet. Se alguma informação aqui apresentada não estiver correta, pedimos que deixem nos comentários as observações pertinentes.

E se você ainda não viu o vídeo da Culture Night, dia em que visitamos a Freemason’s Hall, é só dar o play aqui embaixo.

Esperamos que tenha gostado! E aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook, seguir a gente no Instagram e se inscrever no nosso Canal do Youtube para não perder mais nenhuma dica!

Compartilhe: