Últimas notícias:

Loading...

Irlandês aprende a escrever aos 79 anos e vira artista

Quando Liam Gallagher, 79 anos, ia às consultas, os médicos ou gritavam ou conversavam com seu neto, Scottee. Nas ruas, era ignorado quando tentava falar com alguém. “Ele está ficando invisível”, avaliou o jovem, que é artista e ativista.

Scottee sabia que a arte poderia ter um papel transformador para dar visibilidade às pessoas mais velhas. Mas e o que o avô achava da proposta? “Perguntei se ele queria se tornar um artista. Ele disse sim”, conta o neto no guia cultural inglês “Kentishtowner”.

Divulgação
Liam, que aprendeu a escrever e se tornou artista

Primeiro, Liam aprendeu a ler com o neto. Depois, falaram sobre o papel das artes e por que as opiniões do avô tinham valor.

Logo, explica Scottee, ficou claro que o avô tinha muito a dizer sobre vida, morte, imigração e política. A mãe de Liam morreu no parto, e a criança foi criada por pais adotivos. Fugiu aos 15 anos. Foi da Irlanda, onde nasceu, para a Escócia. Depois mudou-se para a Inglaterra. Casou-se com Mary nos anos 1970.

Scottee e Liam começaram a fazer obras baseadas em textos. “Trabalhar tão próximos mudou minha relação com ele. Nós dividimos risos e lágrimas, dor e sabedoria”, destaca o neto.

Mas foi mais que o relacionamento dos dois que saiu transformado nessa experiência. Liam tornou-se artista. Em maio deste ano, suas obras ficaram em exposição no Grandad’s Gallery, em Londres.

Divulgação/Twitter
Na obra, Liam elogia o sistema de saúde britânico (O NHS está me mantendo vivo)

Recebeu críticas como “ele é uma das vozes mais empolgantes de 2015” e “artista destemidamente sábio”.

Liam criou um site, em que vende camisetas e cartões baseados em suas criações, e abriu uma conta no Twitter com a ajuda de Scottee. No dia 28, digitou: “Eu me sinto diferente. Eu me sinto importante”.

“O projeto pode encorajar você a notar as pessoas mais velhas na comunidade ou fazê-lo desistir de seu assento no ônibus sem constrangimento”, destacou Scottee.

Em tempo: o nome da exposição de Liam é “no need to shout” (não precisa gritar, em português).

Divulgação
Obras de Liam, que foram expostas em galeria de Londres

Em parceria com qsocial

Compartilhe: