Saiba o que fazer em Copenhague, na Dinamarca

A Dinamarca faz parte da Escandinávia, juntamente com Suécia, Noruega, Islândia, Finlândia e Ilhas Feroê. O Nós na Trip esteve por lá no final do mês de abril e trás algumas dicas que vai super te ajudar em sua viagem!

 Assista o vídeo e conheça a cidade junto com a gente!

Melhor época para visitar

Com certeza no verão, onde a temperatura média é de 20 graus. Chove sempre por lá, portanto é recomendável pelo menos levar uma capa de chuva, pois a qualquer momento pode começar a garoar. Para conhecer a cidade não é necessário mais do que 2 dias já que a maioria da atrações ficam bem próximas.

 Como ir do aeroporto até o centro da cidade

O aeroporto de Copenhague está localizado a 8 km do centro da cidade, o melhor meio de transporte para fazer esse trajeto é o metro, que custa 36 coroas (Cotação R$ 1,00 – 2,70 DKK) e caso você não tenha ainda comprado a moeda Dinamarquesa poderá pagar com cartão de crédito.

Siga as placas para chegar até o metro e pegue a linha M2 (amarela), é bem simples pois a malha ferroviária é pequena, porém eficiente. Se preferir ir de táxi, gastará por volta de 200 DKK de dia e 250 DKK a noite. Leia o nosso post sobre o mapa off line CIty Maps 2go.

Onde se hospedar

O Generator é a melhor opção de hostel da cidade, tem uma ótima infraestrutura, quartos simples mas confortáveis e com locker (leve cadeado grande), excelente atendimento dos funcionários e uma localização muito boa. As diárias partem de 200 DKK para quarto compartilhado, e 700 DKK no privado por pessoa. Se precisar guardar suas bagagens depois do check out, ao lado da recepção tem uma locker que você paga de 20 a 100 DKK, vai depender do tamanho das malas e por quanto tempo você precisa utilizá-lo. Esse hostel também tem em Barcelona, Berlim, Dublin, Hamburgo, Londres, Paris e Veneza.

 Como se locomover na cidade

 Com toda certeza alugar uma bicicleta é a melhor opção, já que a cidade é pequena a maioria das atrações ficam próximas. Você não vai gastar mais do que 15 minutos para ir para qualquer ponto turístico. Tem diversas lojinhas que alugam, mas preferi retirá-la no hostel (70 DKK por 3 horas ou 100 DKK por 24 horas). Um passeio interessante para fazer é um tour guiado com o Bike Mike, você consegue reservar direto pela site e ele vai passando pelos principais pontos da cidade e explicando sobre a história.

As bicicletas normalmente não ficam presas com cadeados ou correntes, no máximo eles colocam uma trava simples na roda.

Vida noturna

No centro da cidade é onde se localizam os principais bares e boates, tem diversas opções para todos os gostos. A principal balada da cidade é a Sunday, mas não se empolgue muito! Você tem que se cadastrar no site, eles vão analisar seu Facebook e só assim seu nome será inserido na lista. No meu caso eu não recebi o e-mail de confirmação, fui até a balada e não liberaram a minha entrada, então não perca seu tempo indo até lá se não conseguiu nome na lista ou se não conhece nenhum promoter.

Vale a pena ir para a Zen, que é um club super famoso na cidade e você precisa colocar o nome na lista através do site.

Se você gosta de música eletrônica e um ambiente underground, vá para a Culture Box, é uma balada pequena e aos sábados você paga 100 DKK e tem open dar de cerveja das onze até meia noite.

Se você é um degustador de cerveja não deixe de ir ao Taphouse, que é um bar com mais de 60 opções de cerveja que saem direto das torneiras. Outra opção legal é o Mikkeller, eles começaram a produzir cerveja em casa e hoje estão presentes também em Estocolmo, San Francisco e Bangkok.

Como economizar nas atrações turísticas

O Copenhagen Card é uma ótima opção para economizar algumas Coroas Dinamarquesas. O valor por 24 horas é: Adulto – EUR 48,00 e Criança EUR 25,00, por 48 horas fica por EUR 67,00 e EUR 34,00 respectivamente.

Com o cartão você tem acesso livre a mais de 72 museus e atrações, descontos em restaurantes, aluguel de carro e pode usar o ônibus, metro e trem ilimitado.

 

O que visitar

Valeu galera e até a próxima trip!

Sigam o Nós na Trip nas redes sociais : Instagram, Facebook, Youtube, Pinterest, Twitter

Compartilhe: