São Paulo tem um novo radar da CET instalado a cada três dias

Por: Catraca Livre

Um novo radar de trânsito instalado na cidade a cada três dias. Esse é o saldo registrado pela gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) desde que o ex-ministro da Educação dos governos Luiz Inácio Lula da Silva/Dilma Rousseff assumiu o comando administrativo da capital paulista.

Em 1º de janeiro de 2013 (data de sua chegada ao edifício Matarazzo), São Paulo tinha 593 radares da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) espalhados por suas ruas e avenidas. Hoje, são 957.

É o que aponta levantamento inédito feito pelo Fiquem Sabendo com base em dados da prefeitura obtidos por meio da Lei Federal nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).

A instalação de novos equipamentos de fiscalização na cidade se intensificou do ano passado para cá. (Veja o detalhamento desses dados no infográfico abaixo.)

Multas nas marginais triplicaram após redução de velocidade

A instalação de novos radares não é a única medida adotada pela atual gestão que gerou um aumento de sua arrecadação com a aplicação de multas aos motoristas.

Em julho de 2015, os limites de velocidade permitidos nas marginais Tietê e Pinheiros caíram de 90 km/h para 70 km/h nas pistas expressas, de 70 km/h para 60 km/h nas centrais e de 70 km/h para 50 km/h nas locais.

Meses depois, a quantidade de multas triplicou, segundo mostrou reportagem do jornal Agora São Paulo: saltou de uma penalidade registrada a cada 74 segundos, quando da adoção da medida, para uma multa a cada 24 segundos, na marginal Pinheiros; na marginal Tietê, foi verificada uma variação de uma multa a cada 87 segundos para uma a cada 30 segundos. Isso na comparação entre julho e dezembro de 2015.

Veja aqui a íntegra da reportagem.

Compartilhe:

Tags: #redecatraca