Um tour pelo Croke Park Stadium, um dos maiores estádios da Europa

Croke Memorial Tournament
Em 1913, Conselho Central decidiu dar início ao Torneio Croke Memorial para arrecadar fundos para um monumento adequado ao primeiro patrono da GAA, o arcebispo Thomas Croke. A final deste torneio foi disputada em 4 de março de 1913 com o Condado de Kerry enfrentando o Condado de Louth. A presença de 26.000 pessoas na final superou todas as expectativas. O jogo terminou em um empate e o jogo da volta, no dia 29 de junho, foi aguardado com grande expectativa. Tal era o entusiasmo que as três principais empresas ferroviárias irlandesas colocaram para rodar mais de 40 trens especiais para Dublin, transportando mais de 20 mil passageiros.

mapa do estádio[/img]

Logo no início do tour guiado que fizemos, eles mostraram um vídeo bem parecido com este:

O gramado perfeito
O gramado do Croke Park é amplamente considerado como um dos melhores do mundo e está entre os mais movimentados também. O local já abrigou uma série de shows. Marcaram presença o U2, Take That, Westlife, Red Hot Chili Peppers e mais recentemente o One Direction, em maio deste ano.

O gramado é quase o dobro do tamanho de um campo de futebol convencional de 15.000 m2.

Projeto do estádio
Na década de 1980 a organização decidiu investigar formas de aumentar a capacidade do antigo estádio. O projeto para um estádio com capacidade superior a 80 mil torcedores foi concluído em 1991. A exigência específica era garantir que os espectadores não ficassem muito longe do campo. O projeto foi dividido em quatro fases ao longo de um período de 14 anos.

Comparecimento recorde mundial
Em 2 de maio de 2009, o Croke Park foi palco da Heineken Cup rugby semi-final, em que o Leinster derrotou Munster por 25 a 6. A presença de 82.208 estabeleceu um novo recorde de público para um jogo de rugby. Esse registro ficou até 31 de março de 2012, quando foi ultrapassado por um jogo do Campeonato Inglês entre Harlequins e Saracens no Estádio de Wembley que recebeu uma multidão de 83.761 torcedores.

Interior do estádio[/img]

Bloody Sunday – Domingo sangrento (1920)

O time de futebol Dublin estava programado para jogar contra o Tipperary, no Croke Park, no dia 21 de novembro de 1920; os recursos desse “grande jogo” seriam doados para o Irish Republican Prisoners Fund.

Na noite anterior, Michael Collins havia enviado o seu ‘esquadrão’ para assassinar o ‘Cairo Gang’, uma equipe de agentes secretos britânicos que trabalhavam e viviam em Dublin. Uma série de tiroteios aconteceram durante toda a noite, que deixou 14 membros das forças britânicas mortos.

Para facilitar o entendimento, sugerimos que assista o filme Michael Collins, o qual comentamos neste post aqui.

As Forças da Coroa, lideradas pelos Auxiliares (e apoiados pelo ‘Black and Tans’) mobilizados em Dublin, na manhã da partida, tiveram ordens para ir ao Croke Park e procurar a multidão de pistoleiros conhecidos e armas.

O início da partida estava marcado para às 14h45 mas quando três membros do I.R.A. (Irish Republican Army), Sean Russell, Tom Kilcoyne e Harry Colley, foram informados por seus contatos sobre o plano no Croke Park, foram até o estádio e imploraram ao Luke O’Toole, secretário-geral da GAA, para cancelar o jogo.

O’Toole tomou a decisão de não cancelar o jogo; o clima em Dublin e no estádio estava muito tenso; rumores das façanhas anteriores circulavam entre a multidão e os pensamentos de represálias devem ter sido destaque na mente das pessoas. O’Toole julgou que qualquer anúncio para evacuar o estádio resultaria em pânico entre os 10.000 torcedores presentes.

Mick Sammon, o árbitro de Kildare, lançou a bola às 15h15. Testemunhas oculares dizem que cinco minutos depois o estádio foi invadido pelas forças britânicas com o tiroteio logo na sequência.

Quatorze pessoas perderam suas vidas no tiroteio no Croke Park naquele dia. Na lista de mortos estava Michael Hogan, um dos jogadores do time do Condado de Tipperary.

Os acontecimentos deste dia tiveram um profundo impacto sobre o povo da Irlanda; parecia que as autoridades britânicas tinham escolhido deliberadamente um alvo fácil, o estádio cheio de pessoas inocentes, para se vingar de uma perda militar que sofreram na noite anterior.

Tour
Se você quiser fazer um tour guiado pelo estádio, é só verificar as informações de preços e horários disponíveis no site oficial clicando aqui.

Área interna do estádio[/img]

E se você ainda não viu como foi a nossa visita ao Croke Park, dá play aqui embaixo e se liga na segunda atração.

Veja também:

Nosso tour pelo Old Trafford, estádio do Manchester United (Inglaterra).

Jogo da República da Irlanda x Gibraltar no Aviva Stadium – Dublin (Irlanda)

Esperamos que tenham gostado! E aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook, seguir a gente no Instagram e se inscrever no nosso Canal do Youtube para não perder mais nenhuma dica!

Se você já fez tour em algum estádio, adoraríamos se você contasse pra gente!

Compartilhe: