Vão do Masp pode ficar ainda mais livre

Ação civil exige que museu faça estudo para retirar bilheteria e biombos de vidro do local

Por: Redação | Comunicar erro

O vão livre do Masp voltou a entrar em discussão no início desse ano. O tema da vez é a bilheteria do museu, que, junto com os biombos e o guarda-volumes, pode estar se despedindo do local.

benjamin thompson
A reclamação é que a bilheteria e a estrutura de acesso ao museu não deveriam estar no vão.

A história começou um ano atrás, em março de 2013, quando o Masp descumpriu uma decisão do Condephaat (conselho municipal que cuida do patrimônio histórico) de pensar em um projeto para retirar a estrutura do vão. No final de janeiro deste ano, a Procuradoria Geral do Estado entrou com uma ação civil e voltou a cobrar do museu um estudo sobre o caso.

A grande questão é que, para os órgãos de proteção ao patrimônio histórico e artístico, a estrutura construída no vão não faz parte do projeto original da arquiteta Lina Bo Bardi. A bilheteria está lá desde 1997, quando foi instalada provisoriamente para uma exposição de obras de Monet.

O Masp tem um prazo de 60 dias, que vence no final do mês que vem, para apresentar o estudo.

Com informações da Folha.

Compartilhe: