CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Arquitetos projetam vila ecológica para 830 pessoas

Complexo será construído na Dinamarca segundo os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela Organização das Nações Unidas

Por: Redação

Um grupo de arquitetos dinamarqueses resolveu colaborar com a ONU (Organização das Nações Unidas) e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a ser alcançados até 2030. Projetaram uma vila ecológica de acordo com essas metas globais.

A vila ecológica projetada na Dinamarca atende a objetivos de sustentabilidade da ONU
Crédito: Reprodução/Lendager GroupA vila ecológica projetada na Dinamarca atende a objetivos de sustentabilidade da ONU

O principal objetivo desses empreendedores é estabelecer parâmetros sustentáveis na construção civil, alinhados com os objetivos da ONU.

Assim, materiais reciclados, como concreto, vidro e madeira, serão utilizados na construção das 400 moradias da vila ecológica. Elas ocuparão 35 mil metros quadrados ao sul de Copenhague. E deverão abrigar 830 pessoas, incluindo idosos e crianças.

Energia solar

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável nº 13 fala em “tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos”. O de nº 7, por sua vez, trata de “assegurar o acesso sustentável à energia”.

Pois, nesses aspectos, a vila ecológica, chamada de UN17 Village, é exemplar. Ela foi pensada para produzir mais energia do que consome, mediante práticas de economia e reciclagem. Assim, o excedente é enviado para a rede elétrica e o aquecimento de outros edifícios.

Painéis solares e energia geotérmica – proveniente do centro da Terra – serão os responsáveis por aquecer a água no complexo.

A vila ecológica prevê gerar mais energia do que a necessária para seu próprio consumo
Crédito: Reprodução/Lendager GroupA vila ecológica prevê gerar mais energia do que a necessária para seu próprio consumo

E, por falar no insumo, vamos ao ODS nº 6: assegurar a disponibilidade e a gestão sustentável da água.

Na vila ecológica, haverá estruturas para a coleta da chuva. Por meio desse sistema, será possível reaproveitar 1,5 milhão de litros de água por ano. Depois de tratada, ela será utilizada em banhos e lavabos.

A ONU também está de olho no cultivo de alimentos: o ODS 2 visa promover a agricultura sustentável. Então, a UN17 Village prevê estufas, hortas e instalações para o compartilhamento de víveres, com a produção de 30 mil refeições por ano.

Haverá também um restaurante orgânico no local, que promoverá a distribuição gratuita de sobras.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

O projeto da vila ecológica é dos escritórios de arquitetura Lendager Group e Årstiderne Arkitekter. E contempla ainda, vejam só, o ODS 1, de acabar com a pobreza, e o ODS 8, de promover o emprego.

Nesses quesitos, vão oferecer cem vagas de trabalho nas obras do complexo para profissionais sem capacitação. A vila ecológica deverá ficar pronta em 2023 – sete anos antes do prazo final dado pela ONU para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Leia também: Pesquisadores mineiros fazem casa com lama de rejeitos

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe: