Aprenda a dominar a linguagem corporal para se dar bem nas entrevistas de emprego

Promovido por Nestlé

Por: Publi

Muitas vezes nem nos damos conta, mas transmitimos muito mais do que desejamos por meio das nossas expressões físicas. E elas podem ser decisivas em algumas situações. Em entrevistas de emprego, por exemplo, só as palavras não são suficientes para convencer o entrevistador a te escolher para a vaga, ele certamente também estará de olho na sua linguagem corporal.

Para causar uma boa impressão quando estiver cara a cara com o recrutador, é preciso saber como agir e o que evitar. Veja abaixo 6 dicas preciosas para pôr em prática nesse momento e que podem te ajudar a garantir o emprego.

Abra o sorriso

Esse costuma ser o primeiro contato entre o candidato e o recrutador e como a primeira impressão costuma determinar o desenrolar da entrevista, é importante passar a mensagem de que você está seguro de que se sairá bem na entrevista. Então, nada melhor que um sorriso!

Istock/Steve Debenport
Um sorriso pode quebrar o gelo e transmitir uma boa impressão

Aperto de mão com firmeza

Depois do sorriso, logo vem o aperto de mão e aqui é importante continuar passando confiança. Adapte esse cumprimento a cada pessoa, mas nunca perca a firmeza.

Linguagem corporal aberta

O nervosismo pode fazer você naturalmente querer cruzar os braços e apertar as mãos, numa clara demonstração de insegurança e medo. O melhor é manter uma postura neutra para sugerir que você está aberto.

Mantenha contato visual

Istock/Piotr Marcinski
Crédito: Photographer: B-D-SSe estiver com 2 ou mais recrutadores, direcione o olhar para todos eles

Muitas pessoas têm dificuldade de olhar nos olhos das outras, mas acredite, nesse momento será importante o esforço. Se na sala tiver mais de um recrutador te entrevistando, distribua o olhar. Essa atitude parece detalhe, mas transmite que você é atencioso com todos ali e indica confiança naquilo que está falando. Lembrando que não há problemas em olhar para os lados, é natural fazer isso quando estamos buscando informações na memória.

Proximidade excessiva

Nada de invadir o território e “grudar” no entrevistador. Se vocês estiverem sentados durante a conversa, é natural se inclinar um pouco para demonstrar interesse, mas nada exagerado.

Jamais olhe no relógio

Esse é um dos sinais mais claros que você está torcendo para aquilo ali acabar logo. Além de demonstrar pressa e tédio, o gesto pode ser interpretado como algo rude.

Seguindo todas essas dicas, você já vai conquistar uns 30% da confiança do entrevistador, mas é importante respeitar a naturalidade dos seus gestos. De nada adianta atuar e agir de uma maneira artificial, combinado? ;)

Compartilhe: