Publicidade

Informar

Consulado Britânico seleciona empresas de TI para intercâmbio

Empresas de todos os portes serão selecionadas em sete etapas regionais

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade
Divulgação
Representantes das empresas vencedoras vão visitar a incubadora Tech City em Londres

O Consulado Britânico de São Paulo vai selecionar sete empresas de Tecnologia de Informação e Comunicação para participar da Competição de Tecnologia da Informação e Inovação do UK Trade & Investment, que chega à sua segunda edição.

Os selecionados vão ganhar uma viagem para conhecer os centros tecnológicos do Reino Unido, como o Tech City, em Londres.

Três empresas, Meu Peludo, Crowdmobi e System Haus, já foram selecionadas durante o Salão de Inovação 2013 no Rio de Janeiro.

A competição é uma iniciativa do UK Trade& Investment (UKTI) e do British Consulate-General.

[leiamais esq tit=”leia também”] SEED: programa de aceleração de startups abre inscrições

Conferência da Anpei abre inscrições para apresentação de cases de inovação; participe[/leiamais]

Sete etapas, sete empresas

Depois de São Paulo, agora empresas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina podem participar. As inscrições devem ser realizadas pelo site da Tecnopuc até o dia 10 de fevereiro.

Depois serão realizadas seis etapas regionais em outras cidades para término da seleção. Cade etapa define um selecionado. O Catraca Livre vai divulgar o calendário da competição. Acompanhe.

Vale lembrar que o processo é aberto para empresas de todos os portes, incluindo startups.

Além da passagem e estadia para um representante das empresas vencedoras, os ganhadores também terão a oportunidade de participar do Rio Info Europa – encontro entre investidores e empresas que objetiva globalizar a atuação dos brasileiros.

 

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Museu de Anatomia Humana da USP exibe peças que ensina como o seu corpo funciona

Cereja Flor: O lugar das taças de sorvetes gigantes em São Paulo

Fondue taiwanês é a próxima delícia que você tem de provar

Médica tira dúvidas sobre anticoncepcional

Refugiados se tornaram microempreendedores em um lava-rápido em São Paulo

Publicidade