Empresário inova no Carnaval do Rio e vende jatos de desodorante

Ideia surgiu quando o empresário Edimar Nobre precisou comprar um desodorante no carnaval de 2013; serviço custa R$ 2 para as duas axilas

Por: Redação | Comunicar erro
Tags: #projeto

Na festa de rua mais popular do país, a criatividade do brasileiro impera e abre-alas para a imaginação. Sobretudo quando assunto é financeiro.

Prova disso é o empresário Edimar Nobre Moreira, de 32 anos,  que virou notícia no último fim de semana ao aliar diversão e um negócio pra lá de criativo e, claro, rentável no meio do Carnaval: spray de desodorante a R$ 2 (um por cada axila).

iStock/Getty Images
Crédito: Getty Images/iStockphotoEm meio à multidão, empresário carioca resolveu lançar uma ideia pra lá de criativa

Em entrevista ao jornal O Globo, Moreira comentou sobre a ideia que, segundo ele, surgiu empiricamente. “Eu estava no bloco, em 2013, e senti que meu desodorante tinha vencido. Entrei numa farmácia, comprei um e fui usar no meio da festa. As pessoas começaram a rir e pediram emprestado. Foi aí que eu tive a ideia de começar a vender as “sprayzadas”, conta Moreira.

Apesar do sucesso inevitável, Moreira lida com a empreitada sem muita preocupação. E justamente por isso, muita vezes, abre mão do lucro para garantir a boa convivência entre os foliões.  ‘Ninguém quer confessar que está fedendo, principalmente, no meio do bloco. Até, por isso, eu já começo anunciado que vou falar de um assunto delicado, de prevenção. Prevenir para não feder”. Confira a matéria completa no site do jornal O Globo. 

Compartilhe: