Hamburgueria aposta na contratação de LGBTs e projetos sociais

Inspirada na diversidade do bairro gay mais famoso do mundo, Castro Burger dá espaço à contratação de LGBTs e dá exemplo contra o preconceito no mercado de trabalho

Inspirada no bairro de Castro, em São Francisco (EUA), cidade berço da diversidade mundial, a lanchonete paulistana Castro Burger nasceu para arrasar, ao ter grande parte de sua equipe formada por funcionários LGBTs.

E nada foi por acaso. A decisão de contratar funcionários LGBTs leva em conta a discriminação vivida pela comunidade em relação ao mercado de trabalho: pesquisa recente alerta que 1 a cada 5 empresas não contrataria homossexuais.

Quando o anúncio da contratação foi divulgado, a empresa recebeu mais de 330 currículos apenas nos primeiros dias de seleção.“Fizemos uma pré-seleção dos CVs enviados e marcamos uma entrevista para a segunda etapa do processo. Criamos um ‘manual do funcionário’ onde descrevemos processos de atendimento, comportamento, regras da casa, etc.”, conta o sócio proprietário da hamburgueria, Luiz Felipe Granata.

Foto: Allan Hiagon
Inspirada em famoso bairro gay de São Francisco (EUA), Castro Burger quer acabar com o preconceito no mercado de trabalho por meio de contratações e projetos sociais

Projetos sociais, pet friendly, acessibilidade 

Muito além da gastronomia, a hamburgueria investe suas forças em um nova ideologia de negócio. Alia, assim, três principiais pilares para suas atividades: atendimento, comida e conceito, promovendo projetos artísticos, ações sociais, pet friendly, acessibilidade e cardápios em braile.

Além dos três principais pilares: atendimento, comida e o conceito, a hamburgueria aposta em outros fatores, como iniciativas artísticas, incentivo a projetos sociais, pet friendly, acessibilidade e cardápios em braile.

“O primordial é que na Castro Burger todas as pessoas devem se sentir acolhidas e respeitadas pelo que são, independentemente da orientação sexual, identidade de gênero, raça, peso, credo, deficiência ou qualquer outra característica”, finaliza Granata.

Por um mercado de trabalho livre de preconceitos

Em um mercado de trabalho marcado pela rejeição e preconceito, o agradecimento por abrir vagas para LGBTs chegou em forma de várias mensagens com elogios pela postura da empresa, como algumas destacadas logo abaixo:

“Sou transexual e encontro grande dificuldade para conseguir emprego por conta da minha identidade de gênero, muitas pessoas não veem meu caráter e postura profissional e acabam fechando as portas, de modo que me faz pensar em desistir. O fato de eu escrever para vocês é apenas uma forma de agradecimento por abrirem vagas não só para nós, Trans, mas para toda a nossa comunidade. Muito obrigado! ”, enviou uma aspirante a vaga de atendimento na hamburgueria.

“Achei sensacional a apresentação da empresa, deixando clara e aberta sua intenção totalmente inclusiva. Estou trabalhando como freelancer desde que saí de um restaurante que trabalhei por não ter a documentação necessária para um novo registro CLT. Já fiz toda as alterações nos documentos, mas falta a carteira de reservista que está bem difícil de conseguir por falta de informação, desrespeito e descaso das forças armadas”, disse um dos candidatos.

“É muito importante o que empresas como a Castro Burger estão fazendo, incluir pessoas, principalmente as que historicamente são excluídas do mercado por simples preconceito. Eu como transexual me sinto contemplada e espero um dia poder fazer parte do quadro de funcionários da empresa”, declarou outra candidata.

Compartilhe:

1 / 3
1
01:20
5 dicas para ser um freela bem sucedido
Existem vários pontos positivos em atuar como freelancer no mercado. Mas, para conseguir ser bem sucedido nessa carreira é preciso …
2
02:02
O que as pessoas estão fazendo para superar o desemprego em São Paulo
Conversamos com diversas pessoas para entender as principais dificuldades para encontrar uma oportunidade de trabalho em São Paulo. Elas também …
3
01:36
5 mudanças da reforma trabalhista
Confira o que mudou na relação entre trabalhador em empresa com a aprovação da reforma trabalhista. Gostou? Deixe um like e …