Mineira cria serviço de reparo doméstico somente entre mulheres

Por: Redação Comunicar erro

A mineira Ana Luisa Monteiro, de 26 anos, estava em sua casa na capital paulista quando o entregador de botijões de gás que ela havia telefonado bateu à sua porta. “Cadê aquele menino que mora aqui? Você está sozinha em casa?”, questionou o homem, quando já estava na cozinha fazendo a entrega.

Ele sabia que outra pessoa morava ali porque já tinha ido naquela casa. “Eu fiquei apavorada e comecei a inventar desculpas. Disse que meu amigo estava na padaria e já estava voltando, e fui me dirigindo à porta para pagá-lo. Assim que ele foi embora consegui respirar tranquila novamente”, conta.

Reprodução / manamanutencao
Ana Luisa faz serviços de reparo na casa de mulheres

A traumática situação fez com que a mineira refletisse sobre a falta de serviços feitos por mulheres. Os trabalhos de reparo doméstico, por exemplo, são feitos majoritariamente por homens. E, em muitos casos, receber um funcionário estranho em casa traz desconforto à mulher, principalmente quando ela está sozinha.

Por conta disso, Ana Luisa decidiu mudar essa realidade e criou um serviço feito “de mulher pra mulher”, o mAna. “Eu percebi que faço a maioria dos serviços de manutenção em casa. E aí comecei a investir tempo para aprender coisas com meu avô, com meu primo e anunciei minha ideia”.

A página no Facebook divulgando seu serviço foi criada há menos de uma semana e já tem quase 1.500 curtidas. Na publicação em sua página pessoal, são quase três mil curtidas e dois mil compartilhamentos. “Não esperava a repercussão. Soltei a notícia na internet achando que ia atender três pessoas”, conta.

Divulgação
Ana Luisa faz atendimentos na cidade de São Paulo

O serviço é uma forma de inserir as mulheres no mercado de trabalho em áreas que são pouco representadas, como em tarefas residenciais na parte elétrica e hidráulica.

Ana Luisa explica que muitas pessoas a contratam para incentivar o empoderamento das mulheres, mesmo que não vejam problema em admitir homens.

“Algumas me recebem e me convidam para tomar um chá e pedem para eu contar minha história. Percebo que elas se sentem à vontade, assim como eu”, revela. O trabalho é puxado, já que ela trabalha em período integral como editora de vídeo e faz atendimento nas casas das mulheres antes ou depois do horário comercial.

Se alguém estiver precisando de algum reparo em casa e está com falta de dinheiro, Ana Luisa lembra que aceita troca de serviços. O banner de divulgação de seu trabalho, por exemplo, foi feito por uma amiga em troca de uma instalação de tela nas janelas e no portão da casa dela.

A mAna atende em todas as regiões de São Paulo. Entre em contato em sua página no Facebook ou pelo número (11) 94400-0863.

Compartilhe:

1
01:38
Cachorros no escritório melhoram o ambiente de trabalho
Ambiente de trabalho saudável, acolhedor, com redução de estresse e melhora de relacionamento entre a equipe são os benefícios que …
2
01:20
5 dicas para ser um freela bem sucedido
Existem vários pontos positivos em atuar como freelancer no mercado. Mas, para conseguir ser bem sucedido nessa carreira é preciso …
3
01:36
5 mudanças da reforma trabalhista
Confira o que mudou na relação entre trabalhador em empresa com a aprovação da reforma trabalhista. Gostou? Deixe um like e …