Acidentes domésticos: saiba como identificar os maiores perigos

Por: Redação
crédito: shutterstock
Como prevenir acidentes domésticos.

O acidente doméstico é aquele que ocorre no local onde habitamos ou em seu entorno. Os locais de maior risco e ocorrência de acidentes são cozinha, banheiro, escada, quintal, sala e quarto.

De acordo com dados do Ministério da Saúde eles representam a maior causa de mortes entre crianças de até 14 anos. Todos os anos, aproximadamente 4,7 mil crianças morrem e 122 mil são hospitalizadas por acidentes de trânsito, afogamentos, sufocações, quedas, queimaduras, intoxicações, entre outras causas. Na visão da ONG Criança Segura, isso se deve à falta de uma cultura de prevenção e à criação de leis específicas.

Pensando nisso, o Departamento Científico de Segurança da Criança e do Adolescente da Sociedade Brasileira de Pediatria listou as principais medidas de segurança que é preciso ter em cada cômodo da casa.

Cozinha

É o lugar mais perigoso para a criança porque é nela que ocorre a maioria das queimaduras, lesões cortantes, lacerações e intoxicações, entre outros acidentes Principais medidas de segurança na cozinha:

  • O bujão de gás deve estar do lado de fora.
  • Tomadas elétricas devem estar protegidas e fios presos e recolhidos.
  • Materiais de limpeza devem estar em suas embalagens originais e fora do alcance das crianças, em armários altos e trancados.
  • Utilizar os queimadores (bocas) do fogão de trás, cabos de panela devem estar virados para dentro e para trás.
  • Objetos cortantes devem ficar fora do alcance das crianças (facas, garfos, pratos e copos de vidro, saca rolhas, espetos), em gavetas e armários com travas.

Banheiro

É o segundo lugar mais perigoso da casa. Principais medidas de segurança:

  • Armários contendo cosméticos, medicamentos, aparelhos elétricos devem ser mantidos trancados e longe do alcance das crianças.
  • Evitar deixar o piso molhado e usar tapetes antiderrapantes.
  • Controlar o aquecedor se for a gás (manutenções periódicas), manter o banheiro bem ventilado.
  • Não usar chave para ligar o chuveiro, se for elétrico. O indicado são disjuntores de 20 ou 30 Watts.
  • A fiação deve estar em bom estado e presa no alto, as tomadas elétricas devem estar protegidas, aparelhos elétricos não devem ser mantidos nas tomadas ou ligados após o uso.
  • As tampas dos vasos sanitários devem ser mantidas fechadas e travadas.

Quarto das crianças

  • Devem ter camas com largura de 80 cm a 1 metro com proteções laterais e os espaços entre as grades devem ser de 5 a 7 cm para evitar que as crianças prendam a cabeça.
  • Cuidados semelhantes com os beliches.
  • Os móveis não devem ter cantos pontiagudos, mas arredondados para evitar lesões nas crianças.
  • Brinquedos devem ser guardados em ordem para evitar quedas.
  • Cobertores e lençóis devem ser presos no pé da cama, para evitar asfixia.
  • Janelas devem ter proteção e não ter nenhum móvel embaixo para evitar quedas.
  • Tomadas devem ter protetores e deve-se evitar TV e abajures em quarto de crianças pequenas.

Quarto dos adultos

  • Não se deve fumar na cama, evitando risco de incêndio.
  • Tomadas devem ter protetores, os fios devem ser curtos e fora de alcance de crianças e as TVs e outros aparelhos colocados sobre móveis firmes e estáveis, evitar usar a mesma tomada para dois ou mais aparelhos elétricos. evitando risco de choques, traumas ou incêndio.
  • Medicamentos, perfumes e cosméticos devem ser guardados em armário alto e trancados, para evitar intoxicações.
  • Bolinhas de naftalina não devem ser utilizadas, por risco de intoxicação.

Sala de estar

  • Aparelhos eletrônicos devem ser mantidos fora do alcance das crianças, com fios curtos e presos, evitando o risco de choque elétrico ou queimaduras.
  • Bebidas alcoólicas devem ser acondicionadas em armário alto e trancado para evitar intoxicações.
  • Fósforos e isqueiros também devem ser guardados em armários altos e trancados evitando risco de incêndio.
  • Móveis devem ter pontas rombas, evita

Compartilhe: