Pelo direito de brincar: no Líbano, crianças refugiadas ganham playground em assentamento

Estima-se que o Líbano já tenha recebido mais de 1,1 milhão de refugiados sírios, entre eles cerca de 600 mil crianças. Infelizmente, as condições de vida desses refugiados dentro dos assentamentos não estão entre as melhores por conta de diversos fatores, como escassez de recursos e infraestrutura. 

Mas, uma iniciativa da Catalytic Action tem chamado a atenção: para assegurar às crianças o seu direito de brincar, e ajudar a transformar o assentamento em um ambiente mais acolhedor, humano e que inspire confiança, a ONG reuniu um time de parceiros, que apoiaram o projeto por meio de uma campanha de financiamento coletivo, voluntários e crianças refugiadas, para construir um playground dentro do assentamento.

Mais do que balanços e brinquedos convencionais, o espaço deveria dialogar com as particularidades, sonhos e expectativas das crianças e, para que isso fosse possível, o projeto foi desenvolvido de forma colaborativa. Foram realizadas oficinas e encontros para pensar em conjunto o espaço, até então uma ideia no papel.

A participação da criançada não parou por ai. Junto com o time de voluntários, as crianças colocaram a mão na massa para fazer os acabamentos do playground, o que foi muito importante para gerar um sentimento de pertencimento com o novo espaço que ganhava vida.

Desde setembro de 2015, o playground está funcionando, e o medo e a desesperança das crianças está dando lugar à brincadeiras, risos e alegria.

Compartilhe:

1 / 2
1
02:01
As mentiras sobre as vacinas matam
Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador da Anvisa,  fala sobre as mentiras sobre as vacinas e o quanto o calendário …
2
05:29
Como o estresse interfere na saúde do bebê
Claudio Basbaum, obstetra na Maternidade de São Luiz, é conhecido como o médico que implantou no Brasil o parto humanizado. Esse …