CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Programa de Aprendizagem Criativa em Casa oferece diversão pra famílias brasileiras

As atividades variam entre ilustrações, jogos e um tutorial de como criar um espaço customizado pra brincadeiras

Por: Redação

Ficar em casa está sendo a maneira mais eficaz para evitar a proliferação do coronavírus no Brasil e no mundo, e por isso, alguns hábitos comuns como passear ou caminhar nas ruas estão temporariamente proibidos. Foi pensando em oferecer diversão segura para os brasileiros que Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa lançou um novo projeto com atividades lúdicas, educativas e gratuitas para pais, mães e familiares brincarem com a criançada.

O Programa Aprendizagem Criativa em Casa disponibiliza conteúdos criativos e instigantes, reforçando a importância das brincadeiras na rotina diária do público infantil. Os especialistas ainda ensinam um passo a passo de como criar um “Cantinho Mão na Massa”, que tem como objetivo fazer com que os responsáveis se conectem com os pequenos e mergulhem nas experiências.

Crédito: Reprodução/ Site Aprendizagem Criativa em CasaAs atividades são para todas as idades, basta querer se divertir

O ambiente virtual presente no site mostra todo o processo das brincadeiras e atividades com um toque simples e didático, então não se preocupe, você vai conseguir aplicar todos os ensinamentos. Para se ter ideia, os materiais podem ser itens que você já possui em casa, como lápis de cor, canetinhas, papel, papelão, brinquedos, panelas de cozinha, fita adesiva, produtos reutilizáveis, entre outros, portanto, não é preciso comprar coisas novas.

A aprendizagem criativa é baseada em quatro pilares: Projetos (criar algo), Paixão (de maneira significativa), Pares (com outras pessoas) e Pensar Brincando (de forma livre e divertida). A crença de que o aprendizado é maior quando ele oferece a oportunidade de criarmos algo significativo, torna os hábitos “naturais” e valoriza toda e qualquer ideia, como um poema, a criação de um carrinho, um desenho e por aí vai. Vale ressaltar que em meio ao cenário da pandemia causada pelo coronavírus, tais praticas conseguem conscientizar a sociedade através de ilustrações, analogias e pequenas dicas.

Crédito: Reprodução/ Site Aprendizagem Criativa em CasaCom dicas preciosas, a plataforma ainda atua na conscientização da população por meio das brincadeiras

“O Programa permite que crianças, pais e familiares vivenciem experiências de aprendizagem criativa em sua convivência familiar e se conectem, de forma significativa, por meio de projetos mão na massa, com materiais simples, livre experimentação, imaginação e expressão pessoal”, cita Leo Burd, diretor-executivo da Rede Brasileira Aprendizagem Criativa. “São trabalhadas habilidades como criatividade, colaboração, empatia e o pensamento crítico. Há também o incentivo ao trabalho com paixão e propósito, em projetos relevantes para as pessoas”, finaliza.

Leo Burd faz parte do time de pesquisadores do MIT Media Lab (EUA), instituição que faz parte do MIT, uma das universidades mais conceituadas do mundo e que incentiva o projeto. A Rede Brasileira de Aprendizagem foi criada em 2015 e desde então recebe apoio de órgãos importantes. Além da instituição americana, também desenvolve uma firme parceria com a Fundação Lemann, criada por Jorge Paulo Lemann, empresário brasileiro e um dos homens mais ricos do mundo com uma fortuna avaliada em mais de 22 bilhões de dólares.

Quem ganha com tantas ações e possibilidades é o povo brasileiro, que agora sabe que a quarentena não pode impedir a diversão com a família e amigos no conforto de casa. Para acessar os conteúdos do Programa de Aprendizagem Criativa em Casa, basta clicar no site oficial e compartilhar as atividades com quem quiser.

Veja como ler os quadrinhos da Turma da Mônica online e sem pagar nada:

Saiba como aproveitar a quarentena com a criançada de uma forma criativa:

1
02:01
As mentiras sobre as vacinas matam
Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador da Anvisa,  fala sobre as mentiras sobre as vacinas e o quanto o calendário …