15ª Mostra Prata da Casa apresenta hoje, dia 21, Turbo Trio e Oké Arô

Hoje, sábado, 21 é a vez do Turbo Trio e Oké Arô se apresentar na Mostra Prata da Casa ,que, durante toda a semana vem trazendo para o palco do Sesc Pompeia o melhor da nova cena musical brasileira. O Sesc fica na Rua Cléia, 93, zona oeste da cidade.

Turbo Trio (RJ) e Oké Arô (SP)
21/03. Sábado, às 21h.
Turbo Trio (RJ) Vem dançar/ vem enlouquecer/ vem dançar que aqui é festa pra você. Carioca e paulista ao mesmo tempo, o Turbo Trio é a somatória de BNegão (ex Planet Hemp), de um lado, e Tejo Damasceno e Alexandre Basa, dos comboios Instituto e Mamelo Sound System, do outro. O (in)esperado front principal de fusão se dá entre o hip hop e o funk carioca, irmanados na sonoridade anárquica do trio lado a lado com referências de música eletrônica, rock n roll e uma infinidade de outras levadas. O disco de estreia Baile Bass é o manifesto da mistura, com ápice na faixa de letra citada acima, Ela Tá na Festa, com participações funkeiras e pós funkeiras egressas do Rio de Janeiro (Deize Tigrona), do Rio Grande do Sul (DJ Chernobyl) e do Paraná (Bonde do Rolê). Oké Arô (SP) Os batuques, os tambores da tradição africana, o pop eletrônico, os pontos de umbanda com hip hop, samba, repente nordestino e jongo. Tudo isso é o Oké Arô. Paula Preta traz a poesia das ruas e assina letras e vocais. Théo Werneck faz as bases, loopings e batidas com raiz na cultura afrobrasileira, misturando riffs e instrumentos de corda (violões, guitarras, bandolins e banjo). Giuliano Scandiuzi, arquiteto, diretor de arte e artista multimídia, é responsável pelo cenário em movimento que contracena com a musica. O Oké Arô é um projeto de pesquisa musical, antropológico, cultural. Um mergulho na mistura tipicamente brasileira com forte sotaque africano.

Redação

Por Redação

Conteúdos produzidos por uma equipe super diversificada da Catraca Livre. Diferentes perfis se unem para compor um time plural focado em traduzir o melhor do jornalismo para nosso público.