Últimas notícias:

Loading...

5 livros escritos por pessoas trans para você ler e presentear

Humor, biografias, crônicas, romance, ficção e fantasia: conheça obras de transgêneros

Por: Redação
Lista de livros escritos por pessoas trans para presentear
Lista de livros escritos por pessoas trans para ler e presentear

Celebrado em 31 de março, o Dia Internacional da Visibilidade Transgênero tem como finalidade conscientizar e mostrar a importância das contribuições de mulheres e homens trans para o mundo.

Diferentemente do Dia Internacional da Memória Transgênero, que relembra os mortos pela transfobia, a efeméride desta quinta-feira enaltece os vivos.

A ideia partiu da ativista transgênero norte-americana Rachel Crandall e foi realizada pela primeira vez em 2009. No entanto, apenas em 2021, a data entrou no calendário oficial dos EUA.

Selecionamos 5 obras escritas por pessoas trans para ler, presentear e colaborar com o verdadeiro objetivo desta data: expor talentos insubmissos que o preconceito tenta apagar.

Livros para ler e presentear no Dia Internacional da Visibilidade Transgênero

“Manual do Minotauro”

Cartunista, ilustradora, chargista e roteirista, Laerte é reconhecida como uma das mais importantes e profícuas artistas da área, eleita a intelectual brasileira de 2021 pela União Brasileira de Escritores.

"Manual do Minotauro" é uma coletânea de mais de 1500 tiras publicadas entre 2004 e 2015
Crédito: Reprodução/Companhia das Letras“Manual do Minotauro” é uma coletânea de mais de 1500 tiras publicadas entre 2004 e 2015

Entre outras obras, ela criou os Piratas do Tietê, Muriel/Hugo, Hugo Baracchini, Suriá e Overman e foi roteirista de “TV Pirata” e “TV Colossso”, ambos transmitidos pela Rede Globo.

“Manual do Minotauro” é uma coletânea de mais de 1500 tiras publicadas entre 2004 e 2015 que retrata um mundo de transformações e incertezas.

“Manual do Minotauro”
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 416
Quanto: R$ 107,90


“Um Apartamento em Urano: Crônicas da Travessia”

O curador e filósofo espanhol Paul B. Preciado é um dos principais pensadores do mundo sobre questões de gênero, corpo e sexualidade.

Em “Um Apartamento em Urano”, ele apresenta uma seleção de crônicas escritas ao longo de uma década e que acompanha o seu processo de transição de gênero e os principais fenômenos políticos, tecnológicos e de costumes desse período.

Paul B. Preciado é um dos principais pensadores do mundo sobre questões de gênero
Crédito: Reprodução/Companhia das LetrasPaul B. Preciado é um dos principais pensadores do mundo sobre questões de gênero

Preciado, mestre em filosofia e teoria de gênero pela New School de Nova York e doutor em filosofia e teoria da arquitetura pela Universidade de Princeton, também é autor de “Manifesto Contrassexual”, “Pornotopia”, “Eu Sou o Monstro que Fala com Você” e “Testo Junkie”.

“Um Apartamento em Urano”
Editora: Zahar
Páginas: 320
Quanto: R$ 39,90 (e-book) ou R$ 74,90 (impresso)


“Vida Trans: a Coragem de Existir”

Obra autobiográfica de Amara Moira, João W. Nery, Márcia Rocha e Tarso Brant em que os autores narram o sentimento de inadequação, o período de transição de gênero, a liberdade e o preconceito ao reivindicarem as próprias existências.

Obra autobiográfica de Amara Moira, João W. Nery, Márcia Rocha e Tarso Brant
Crédito: ReproduçãoObra autobiográfica de Amara Moira, João W. Nery, Márcia Rocha e Tarso Brant

Bissexual e feminista, Amara Moira é doutoranda em teoria e crítica literária pela Unicamp e autora de “Se Eu Fosse Pura”.

Primeiro homem trans a ser operado no Brasil, João W. Nery (1950-2018) foi psicólogo e consultor. Ele também assina “Viagem Solitária – Memórias de um Transexual 30 anos Depois”.

A advogada Márcia Rocha integra a Comissão da Diversidade Sexual da OAB-SP e membro do Comitê de Direitos Sexuais da World Association for Sexual Health.

Além de “Vida Trans”, o ator e modelo Tarso Brant também ajudou Glória Perez na criação de um personagem trans para a novela “A Força do Querer”.

“Vida Trans: a Coragem de Existir”
Editora: Astral Cultural
Páginas: 176
Quanto: R$ 17,91 (e-book) R$ 39,90 (impresso)


“Todos os Pássaros no Céu”

A escritora de ficção científica e fantasia Charlie Jane Anders, vencedora dos maiores prêmios mundial do gênero -Hugo, Nebula, Locus, Emperor Norton Award e Lambda Literary Award- é autora de “Todos os Pássaros no Céu”, eleito um dos 5 melhores livros do ano de 2017 pela “Time Magazine”.

Crédito: ReproduçãoCharlie Jane Anders, vencedora dos maiores prêmios mundial do gênero

O livro conta a história de amor de Patrícia, que pode se transformar em pássaro e se comunicar com animais, e Laurence, capaz de criar máquinas maravilhosas em poucos segundos. Amigos na infância, eles se reencontram uma década depois em meio a uma guerra entre magia e tecnologia.

“Todos os Pássaros no Céu”
Editora: ‎ Morro Branco
Páginas: 480
Quanto: R$ 38,40


“Apenas uma Garota”

Romance de estreia de Meredith Russo, “Apenas uma Garota” retrata o processo de transição da adolescente Amanda Hardy que muda de cidade e luta para afirmar a sua identidade.

O livro é parcialmente inspirado nas experiências da autora e narra episódios de preconceito e bullying, esperança e autoaceitação. Abaixo, leia um trecho:

Romance de estreia de Meredith Russo
Crédito: Reprodução/Intrínseca Romance de estreia de Meredith Russo

NOVEMBRO, TRÊS ANOS ANTES

A cama do hospital rangeu quando minha mãe se sentou e acariciou minha perna por cima do cobertor fino. Um sorriso forçado repuxava suas bochechas, mas não se refletia nos olhos. Suas roupas estavam largas. Pelo tanto que emagreceu, devia estar sem comer desde que fui internado.
— Eu conversei com o psicólogo — disse ela.
Seu sotaque era leve e musical, muito diferente do meu.
— Sobre o quê?
Minha voz não tinha nenhuma sonoridade: era monótona, inexpressiva, com um levíssimo tom grave que me fazia perder a vontade de falar para sempre. Senti um embrulho no estômago.
– Perguntei se já é seguro você voltar para casa. Falei que estava com medo do que poderia fazer quando ficasse sozinho. Não posso mais faltar ao trabalho, e não aguentaria se chegasse em casa e encontrasse você… — Ela se calou, olhando para a parede amarelo-clara.
— O que ele disse?
Eu tinha conversado com o psicólogo alguns dias antes. Quando ele perguntou o que me incomodava, escrevi cinco palavras em um bloco de papel, pois minha garganta ainda estava dolorida demais por causa da lavagem estomacal.
— Ele disse que há formas de tratar seu problema. Mas não falou quais são.
Ela olhou para mim.
— Você não vai querer que eu volte para casa se eu contar qual é o meu problema — falei, baixando os olhos. — Nunca mais vai querer me ver.
Havia semanas que eu não falava tanto de uma vez. O esforço fez minha garganta doer.
— Isso é impossível — retrucou ela. — Deus não pode ter criado nada capaz de acabar com o amor que sinto pelo meu filho. Repousei o pulso no peito e olhei para baixo. A pulseira de identificação informava que meu nome era Andrew Hardy. Se eu morresse, percebi, Andrew seria o nome que colocariam na minha lápide.
— E se seu filho dissesse que é sua filha?
Minha mãe ficou quieta por um instante. Pensei nas palavras que eu escrevera para o psicólogo. Eu deveria ter nascido menina. Finalmente, ela me encarou. Sua expressão era feroz, apesar das bochechas redondas e coradas.
— Preste atenção. — Ela apertou minha perna com força suficiente para que eu sentisse dor apesar da dormência que os remédios me causavam. Quando ela falou, eu escutei: — Qualquer coisa, qualquer pessoa, é melhor que um filho morto.

“Apenas uma Garota”
Editora: Intrínseca
Páginas: 240
Quanto: R$ 39,90


Compartilhe: