5 vezes em que Emicida mostra que ir contra racismo é compromisso

Por: Redação | Comunicar erro

O rapper paulistano Emicida, considerado uma das maiores revelações do hip hop brasileiro, anda lacrando ao combater o racismo em seus discursos, seja numa rima ou numa entrevista. Por isso, lembraremos neste post as cinco vezes em que Emicida demonstrou que lutar contra o racismo é (seu) compromisso. Confira:

1. Quando ele deu um tapa na cara da sociedade ao falar sobre racismo e visão de democracia racial, no programa “Altas Horas”, exibido na madrugada do último domingo, dia 20.

“O Brasil aplaude a miscigenação quando clareia, quando escurece ele condena. […] O táxi não para pra você, mas a viatura para, esse é o problema urgente do Brasil”, disse ele. Assista o vídeo com a declaração na íntegra:

https://youtube.com/watch?v=OUzBGvNpI38

2. Durante sua apresentação na 11ª edição da Virada Cultural de São Paulo.

Quando Emicida pediu o fim da intolerância religiosa e abordou temas como a violência policial, o racismo, a redução da maioridade penal, a violência contra a mulher e a greve dos professores no estado:

allowfullscreen=”allowfullscreen”>

3. Nessa entrevista à revista VIP, em que declara que o racismo é o tema mais urgente a ser combatido no Brasil.

“Se eu digo que o Brasil é racista, alguém pode questionar: “Será?”. Aí você tem um bagulho tipo de Osasco, e tem um viés racista, porque a vida do preto vale menos, e a favela é preta. Ninguém vai lutar pela vida daqueles caras mesmo. Sacou?”.

4. Em um vídeo da Ponte Jornalismo, em que o rapper explica como o racismo se expressa no futebol, no dia a dia, na escola, na favela, na delegacia e no sistema de Justiça. 

“Quando você chama a pessoa de macaco, você está jogando toda a humanidade dela no lixo”.

5. Quando ele lançou o clipe “Boa Esperança”.

Em uma entrevista à revista Brasileiros, ele revelou que esse é nome de um navio negreiro no livro “A Rainha Ginga”, escrito pelo angolano José Eduardo Agualusa. Assista abaixo:

Compartilhe:

1 / 8
1
04:31
Ministro da Educação bate-boca com manifestantes no Pará
De férias com a família em Alter do Chão (PA), o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, se envolveu em uma …
2
02:46
Contra o machismo, Sandy e Junior mudam o final de Maria Chiquinha
Durante uma apresentação em Fortaleza, no Ceará, o cantor Junior deu uma lição contra o machismo e mudou o final …
3
02:21
[ALERTA GATILHO] Jovem descobre estupro coletivo após imagens vazarem
Uma jovem de 22 anos de idade foi vítima de estupro coletivo na Região Serrana do Rio de Janeiro (RJ), …
4
02:14
[ALERTA GATILHO] Menina pede pra morrer após ser estuprada
Após ser estuprada pelo primo, de 32 anos, menina de 5 anos pede pra morrer. O caso aconteceu em Cubatão, …
5
02:17
Mulheres vítimas de violência estão mais expostas à morte por doenças
Um estudo inédito do Ministério da Saúde divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo revela que mulheres expostas à situações …
6
03:46
‘Pretendo beneficiar um filho meu, sim’ diz Bolsonaro sobre embaixada
Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a nomeação de seu filho, …
7
03:15
Num ato de coragem, MBL pede desculpas publicamente
O jornalista Gilberto Dimenstein e a Catraca Livre já foram diversas vezes vítimas das milícias digitais do MBL com as …
8
03:04
O real motivo do ataque de Bolsonaro ao filme de Bruna Surfistinha
Jair Bolsonaro decidiu atacar o filme realizado por Deborah Secco sobre a ex-prostituta Bruna Surfistinha. Motivo oficial: o filme, usando …