79% das brasileiras já foram assediadas ou receberam cantadas desrespeitosas

Por: Redação

Uma pesquisa realizada pelo instituto Data Popular, em parceria com o Instituto Avon, mostra que 79% das jovens brasileiras já foram assediadas, receberam cantadas ofensivas, violentas ou foram abordadas de forma agressiva em festas ou locais públicos.

Divulgada nesta sexta-feira (5), os números reforçam uma mensagem que merece ser lembrada no Carnaval, quando atitudes abusivas são frequentes: assédio é assédio em qualquer época do ano.

Não é não: assédio no Carnaval não pode ser considerado algo natural
Não é não: assédio no Carnaval não pode ser considerado algo natural

O estudo, realizado em 2014 com 2 mil mulheres e homens de 16 a 24 anos de todas as regiões do Brasil, também revela que 44% das entrevistadas já foram assediadas ou tiveram o corpo tocado por um homem sem consentimento em festas. 30% alegaram que já foram beijadas à força.

Sociedade machista

A pesquisa também mostra que a maioria dos homens possui uma mentalidade machista. “Para 80% dos entrevistados, uma mulher ficar bêbada em uma festa é considerada uma atitude incorreta. Já para 68%, é errado que ela tenha relações sexuais no primeiro encontro”, afirmou Lírio Cipriani, diretor executivo do Instituto Avon.

Outro dado preocupante é que a pesquisa revela que 58% dos jovens que já transaram não usam preservativo em todas as relações sexuais. 37% das mulheres já deixaram de usar camisinha por insistência do parceiro.

Todos por um #CarnavalSemAssédio

O Catraca Livre lançou a campanha #CarnavalSemAssédio, cujo objetivo é lutar contra a violência e o machismo, promovendo a discussão de que assédio é assédio em qualquer época do ano.

A ação é idealizada em parceria com a revista AzMina, os movimentos #AgoraÉQueSãoElas e Vamos Juntas?, o Bloco Mulheres Rodadas, a advogada de direitos humanos Andrea Florence e a arquiteta e urbanista Marília Ferrari.

Você já viveu algum caso de abuso sexual durante a folia? Compartilhe a sua história nas redes sociais com a hashtag #CarnavalSemAssédio e ajude a quebrar o silêncio. Veja o vídeo:

Catraca Livre lança essa campanha para que todos pulemos com mais alegria. Diversão, pouca roupa, bebida: nada disso é…

Posted by Catraca Livre on Thursday, 21 January 2016

Compartilhe: