A crise climática é real e já está acontecendo

No terceiro episódio da série especial sobre mudanças climáticas, é hora de falar sobre os riscos da poluição atmosférica e as medidas que podem atenuar!

Por: Instituto Clima e Sociedade Comunicar erro

Você sabia que a poluição atmosférica é líder ambiental de mortes no mundo? Saiba o porquê!

Esta sexta-feira, 15, foi dia de protesto ao redor do mundo para cobrar soluções efetivas no combate às mudanças climáticas. Milhares de estudantes entre 15 e 25 anos saíram das escolas e universidades para irem às ruas. No Brasil, presenciamos diferentes atos no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Brasília, Aracajú e muito mais. No país, pelo menos 20 cidades confirmaram suas manifestações e reuniram cartazes, gritos e intervenções.

Foto: Alice Amorim/Instituto Clima e Sociedade
Foto: Alice Amorim/Instituto Clima e Sociedade
Foto: Alice Amorim/Instituto Clima e Sociedade
Foto: Alice Amorim/Instituto Clima e Sociedade
Foto: Alice Amorim/Instituto Clima e Sociedade
Foto: Alice Amorim/Instituto Clima e Sociedade
Foto: Alice Amorim/Instituto Clima e Sociedade
Foto: Alice Amorim/Instituto Clima e Sociedade

Enquanto isso, neste sábado foi celebrado o Dia Nacional de Conscientização sobre Mudanças Climáticas. Você sabia que a poluição atmosférica é líder ambiental de mortes no mundo? O ar é um dos maiores vilões dos riscos para a saúde e supera as mortes por malária, poluição indoor, água insalubre e falta de saneamento básico, por exemplo. Ele também é responsável pela metade dos casos de pneumonia em crianças, além de afetar a saúde gestacional e fetal.

Crédito: Guilherme BorducchiFoto: Purpose

No último ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) relevou outro dado alarmante: a poluição do ar é responsável por mais de 50 mil mortes por ano só no Brasil. Quando olhamos para o cenário das Américas, nos deparamos com as seguintes estatísticas (OPAS):

  • 35% de mortes por doenças pulmonares
  • 15% de mortes por doenças cerebrovasculares
  • 44% de mortes por doenças de coração
  • 6% de mortes por câncer de pulmão

Podemos afirmar que o modelo de mobilidade urbana utilizado no último século contribui diretamente para a aceleração das mudanças climáticas. Tudo isso devido às emissões de gases de efeito estufa, que são consequências diretas do uso intenso de combustíveis fósseis. Só no Brasil, o setor de transporte é responsável por 48% das emissões relacionadas ao uso de energia.

Por isso, nossa missão em homenagem ao Dia Nacional de Conscientização sobre Mudanças Climáticas é derrubar as emissões geradas pelo setor de transporte para uma transição justa para um futuro próspero e de baixo carbono. Listamos algumas recomendações de Evangelina Vormittag, diretora e fundadora do do Instituto Saúde e Sustentabilidade (ISS), benéficas para a saúde, que podem ser praticadas no dia a dia. O ISS é uma organização que atua para combater os efeitos da urbanização na saúde e no desenvolvimento de soluções para promover vitalidade nas cidades.

Recomendações finais

  • Aposte no transporte ativo – como caminhada e ciclismo;
  • Reduza o uso do transporte individual motorizado, principalmente em zonas urbanas;
  • Diminua o consumo de produtos de origem animal;
  • Geração de eletricidade de fontes renováveis (ou de outras fontes de baixo carbono) ao invés de combustíveis fósseis.
Por: Instituto Clima e Sociedade

O Instituto Clima e Sociedade (iCS) é uma organização filantrópica que capta recursos e fomenta projetos que contribuam para a construção de soluções para a crise climática. A missão do Instituto é fortalecer as condições que alavanquem práticas duradouras de mitigação e resiliência, rumo a um Brasil carbono neutro, com crescimento econômico e justiça social. O Instituto atua como uma ponte entre financiadores internacionais e nacionais (que são essencialmente fundações e organizações de cooperação bilateral ou multilateral) e parceiros locais (incluindo organizações da sociedade civil, academia, associações, e entidades governamentais).

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário iCS da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1 / 8
1
08:59
Lobão analisa a relação de Bolsonaro com seus filhos
Um dos poucos nomes do meio artístico a apoiar a eleição de Jair Bolsonaro (PSL), o músico Lobão revelou recentemente …
2
08:31
Lobão explica como funciona a mente de Olavo de Carvalho
Em entrevista ao vivo no estúdio da Catraca Livre para o jornalista Gilberto Dimenstein, o cantor Lobão, ex-afeto de Olavo …
3
03:39
Alter do Chão sofre com incêndio de grandes proporções
As chamas que consomem uma área de preservação ambiental de Alter do Chão, em Santarém, no Pará, voltaram a se …
4
09:33
Glenn Greenwald: Os limites do jornalismo no governo Bolsonaro
Em entrevista a Gilberto Dimenstein, da Catraca Livre, Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, site responsável pela série de …
5
03:50
Clã Bolsonaro nomeou familiares para cargos de confiança
Uma reportagem publicada pela revista Época mostra que 17 familiares de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro,  foram …
6
10:59
David Miranda x Coaf: Glenn Greenwald fala sobre a investigação
Uma matéria publicada pelo jornal O Globo deu destaque para um relatório do Coaf, em que o deputado federal David …
7
05:12
Glenn Greenwald fala qual foi a matéria mais importante da #VazaJato
Qual foi a matéria mais importante da #VazaJato até agora? Quem responde essa pergunta é o jornalista Glenn Greenwald, do …
8
04:32
É possível apoiar a #VazaJato ao mesmo tempo que a Operação Lava Jato?
O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, deu uma longa entrevista ao jornalista Gilberto Dimenstein sobre a …