A vida repleta de agressões do elefante que inspirou filme Dumbo

Jumbo sofreu durante 24 anos após ser retirado da natureza e dos braços de sua mãe ainda na infância

elefante Jumbo
O elefante Jumbo teve sua vida marcada por sofrimento (Foto: Wikimedia Commons)

O filme Dumbo, dos estúdios Disney, faz muito sucesso entre o público desde que foi lançado. O que poucos sabem, no entanto, é que o personagem cativante, que usa suas enormes orelhas para voar, foi inspirado em Jumbo, um elefante que teve sua vida marcada pela dor.

Retirado da natureza em 1862, na Etiópia, Jumbo tinha apenas dois anos e meio quando viu sua mãe ser morta para que ele fosse capturado. Começava ali seu sofrimento, que durou longos anos. As informações são do portal Aventuras na História.

Levado para Londres, na Inglaterra, ele passou a ser explorado para entretenimento humano pelos donos do Revent’s Park. Tratado como um objeto, o elefante era forçado a carregar em suas costas inúmeras pessoas, que se aglomeravam ao redor dele. Até mesmo os filhos da rainha Vitória subiram no animal, que teve sua condição de ser senciente e seus direitos negados.

Confira o final desta história e outras notícias inspiradoras sobre animais na ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais).

Como denunciar maus-tratos contra animais

A Lei Federal prevê prisão de três meses a um ano para quem pratica maus-tratos, além de multa. Em caso de morte do animal, a punição pode ser aumentada de um sexto a um terço.

E a lei vale para todos, segundo a advogada Mônica Grimaldi, especializada em legislação de animais e área pet. “Seja criador, protetor, médico-veterinário ou detentor de animal, qualquer dessas circunstâncias é considerada crime de maus-tratos, sim”.

Se você ainda tem dúvidas, veja o que é considerado maus-tratos:

cachorro sozinho e abandonado atrás de grades
Crédito: IStock/@germi_pLei entende que até negligência médica pode ser considerada crime

– Abandonar

– Ferir, mutilar ou envenenar

– Manter preso permanentemente em correntes

– Manter em locais pequenos e sem higiene

– Não abrigar do sol, da chuva e do frio

– Deixar sem ventilação ou luz solar

– Não dar comida e água diariamente

– Negar assistência veterinária ao animal doente ou ferido

– Obrigar a trabalho excessivo ou superior à sua força

– Utilizar animais em shows que possam lhe causar pânico ou estresse

– Capturar animais silvestres

Dicas para facilitar a denúncia

  • Fotografe e/ou filme os animais vítimas de maus-tratos e, se possível, reúna testemunhas;
  • Ao fazer a denúncia, procure uma cópia por escrito do art.32 da Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal n.º 9.605 de 1998), uma vez que há policiais que desconhecem o conteúdo dessa lei.

Saiba mais sobre maus tratos contra animais

ANDA

Em parceria com ANDA

Agência de Notícias de Direitos Animais e maior portal de notícias sobre animais do mundo.

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário ANDA

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.