Últimas notícias:

Loading...

Anti-feministas confundem dente com aborto e perseguem roteirista

Por: Redação

Uma roteirista da HQ da “Turma da Mônica Jovem” está sendo alvo de perseguições on-line após uma tirinha da Mônica falando “meu corpo, minhas regras” ter sido postada fora de contexto.

Na historinha da edição 94 do quadrinho de Maurício de Souza, Mônica é pressionada pelos colegas a usar aparelho para “corrigir” seus famosos dentes frontais. “No entanto… essa é uma decisão que cabe única e exclusivamente à Mônica. E a sua turma entende, aceita e respeita isso. Porque gosta dela do jeito que ela é,” diz a sinopse.

Turma da Mônica Jovem
Crédito: RafaelMônica não querer usar aparelho virou “odiento discurso abortista”.

Mas a imagem de Mônica falando “meu corpo, minhas regras” foi postada pelo jornalista Olavo de Carvalho e definida como um “odiento discurso abortista”, em um texto em que critica comunistas (talvez por Mônica usar vestido vermelho?).

A postagem foi o estopim para que diversos seguidores do conservador vasculhassem os contatos pessoais da roteirista da HQ, Petra Leão, que passou a ser alvo de perseguições e assédio nas redes sociais. “Ela passou a receber centenas de ataques, ameaças, esculachos e afins, e surgiu uma campanha pedindo que o estúdio a demita,” informou a ONG Artemis, que busca a erradicação da violência contra a mulher.

“Direito ao corpo implica muitas coisas – o direito de ir e vir com o corpo, o direito de vesti-lo como entender, o direito de transformá-lo como entender, o direito supremo de não ter o corpo violado, o direito de decidir quando o corpo morre, o direito de não ser obrigada a ter o corpo submetido a nada que contrarie a vontade soberana de quem o possui. É o básico do básico, mas para as mulheres é uma guerra diária,” diz o post da Artemis.

Compartilhe: