Últimas notícias:

Loading...

Aos 68 anos, Farah Jorge Farah é encontrado morto em SP

Ele seria preso no dia de seu suicídio

Por: Redação
Farah Jorge Farah havia dito a vizinhos que não voltaria à cadeia

Aos 68 anos, Farah Jorge Farah, o médico cirurgião acusado de matar e esquartejar sua amante e paciente em um caso de grande repercussão em janeiro de 2003, foi encontrado morto em sua casa na Vila Mariana, em São Paulo.

Em entrevista ao portal UOL,  o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, disse que a polícia trabalha com a hipótese de suicídio. Farah estava em prisão domiciliar e voltaria à cadeia nesta sexta-feira (22).

O delegado diz também que, ao chegar ao local para escoltá-lo à prisão, os policiais não obtiveram respostas na porta da residência e invadiram o local.

Ainda segundo o profissional, o ex-médico teria preparado um ritual antes de concluir sua morte: ele se vestiu de mulher, colocou silicone e vestiu uma calça legging, além de deixar uma música fúnebre tocando.

Ele foi encontrado com cortes pelo corpo.

O que aconteceu?

O médico Jorge Farah foi condenado pela Justiça a uma pena de 14 anos e 8 meses de reclusão. Ele matou, esquartejou e ocultou o cadáver Maria do Carmo Alves, 46, sua paciente e amante.

A defesa de Farah negava que o médico cometeu o crime.

Leia mais:

  • Ligue 141 e conheça o CVV – Centro de Valorização da Vida, que realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias.

Compartilhe: