Avó é presa por estuprar os netos de 1, 2, 4 e 6 anos e filmar

A acusada foi presa em flagrante; em um dos vídeos apreendidos pela polícia ela aparece fazendo sexo oral em um dos netos, de 6 anos

Por: Redação | Comunicar erro
avo estupra netos no DF
Crédito: Reprodução/iStock A avó foi presa em flagrante por gravar os crimes em vídeos

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu na última sexta-feira, uma avó flagrada em vídeos abusando sexualmente de seus quatro netos, sendo que em um dos vídeos ela aparece fazendo sexo oral em uma das crianças, um menino de 6 anos. Além do garoto, a acusada abusava das netas do sexo feminino de 1, 2 e 4 anos, respectivamente.

De acordo com os investigadores, os abusos começaram após a mãe das crianças começar a trabalhar e deixar os filhos sob a responsabilidade da avó. Pouco tempo depois, os familiares começaram a perceber um “comportamento erotizado” nas crianças e ficaram intrigados. Um parente, então, resolveu investigar e acabou descobrindo o crime praticado pela senhora.

“O caso chocou todos os policiais da 19º DP e várias equipes foram mobilizadas para localizar e prender, imediatamente, a autora dos crimes, pois a liberdade de alguém que pratica algo tão grave contra os próprios netos certamente coloca em risco toda a população”, declarou o delegado-chefe adjunto da 19º DP, Ricardo Bispo Farias.

No endereço da avó os investigadores encontraram um vasto acerco com material pornográfico no celular da acusada, entre os quais um vídeo dela fazendo sexo oral no menino, e outras gravações manipulando a genitália das outras três netas.

A senhora foi presa em flagrante por manter vídeos pornográficos infantil e, ainda, responderá por estupro de vulnerável.

DENUNCIE – DISQUE 100

Saiba a quem recorrer em caso de suspeita de violência sexual infanto-juvenil:
Conselhos Tutelares – Os Conselhos Tutelares foram criados para zelar pelo cumprimento dos direitos das crianças e adolescentes. A eles cabe receber a notificação e analisar a procedência de cada caso, visitando as famílias. Se for confirmado o fato, o Conselho deve levar a situação ao conhecimento do Ministério Público.
Varas da Infância e da Juventude – Em município onde não há Conselhos Tutleares, as Varas da Infância e da Juventude podem receber as denúncias. 
Outros órgãos que também estão preparados para ajudar são as Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente e as Delegacias da Mulher. (Fonte: Unicef)

Compartilhe:

1 / 8
1
06:43
Após ser acusado de comunista, Dimenstein cobra provas de Hasselmann
A deputada federal Joice Hasselmann perdeu a calma nas redes sociais ao atacar o jornalista Gilberto Dimenstein, acusando-o de militante …
2
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
3
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
4
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
5
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
6
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
7
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
8
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …