Avó é presa por estuprar os netos de 1, 2, 4 e 6 anos e filmar

A acusada foi presa em flagrante; em um dos vídeos apreendidos pela polícia ela aparece fazendo sexo oral em um dos netos, de 6 anos

Por: Redação | Comunicar erro
avo estupra netos no DF
Crédito: Reprodução/iStock A avó foi presa em flagrante por gravar os crimes em vídeos

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu na última sexta-feira, uma avó flagrada em vídeos abusando sexualmente de seus quatro netos, sendo que em um dos vídeos ela aparece fazendo sexo oral em uma das crianças, um menino de 6 anos. Além do garoto, a acusada abusava das netas do sexo feminino de 1, 2 e 4 anos, respectivamente.

De acordo com os investigadores, os abusos começaram após a mãe das crianças começar a trabalhar e deixar os filhos sob a responsabilidade da avó. Pouco tempo depois, os familiares começaram a perceber um “comportamento erotizado” nas crianças e ficaram intrigados. Um parente, então, resolveu investigar e acabou descobrindo o crime praticado pela senhora.

“O caso chocou todos os policiais da 19º DP e várias equipes foram mobilizadas para localizar e prender, imediatamente, a autora dos crimes, pois a liberdade de alguém que pratica algo tão grave contra os próprios netos certamente coloca em risco toda a população”, declarou o delegado-chefe adjunto da 19º DP, Ricardo Bispo Farias.

No endereço da avó os investigadores encontraram um vasto acerco com material pornográfico no celular da acusada, entre os quais um vídeo dela fazendo sexo oral no menino, e outras gravações manipulando a genitália das outras três netas.

A senhora foi presa em flagrante por manter vídeos pornográficos infantil e, ainda, responderá por estupro de vulnerável.

DENUNCIE – DISQUE 100

Saiba a quem recorrer em caso de suspeita de violência sexual infanto-juvenil:
Conselhos Tutelares – Os Conselhos Tutelares foram criados para zelar pelo cumprimento dos direitos das crianças e adolescentes. A eles cabe receber a notificação e analisar a procedência de cada caso, visitando as famílias. Se for confirmado o fato, o Conselho deve levar a situação ao conhecimento do Ministério Público.
Varas da Infância e da Juventude – Em município onde não há Conselhos Tutleares, as Varas da Infância e da Juventude podem receber as denúncias. 
Outros órgãos que também estão preparados para ajudar são as Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente e as Delegacias da Mulher. (Fonte: Unicef)

Compartilhe:

1 / 8
1
02:23
Paulo Guedes diz que renunciará se Previdência virar ‘reforminha’
O ministro Paulo Guedes (Economia) voltou a afirmar que se houver uma mudança muito radical na proposta original da reforma …
2
03:08
XP: Avaliação negativa do governo supera a positiva pela 1ª vez
De acordo com pesquisa da XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira, dia 24, a avaliação negativa do governo do presidente Jair Bolsonaro …
3
01:35
Governo libera o uso de mais 31 agrotóxicos no campo
O Ministério da Agricultura liberou o uso de mais 31 agrotóxicos nas lavouras do país. Entre eles, há produtos que …
4
02:33
Foto de manifestantes nus contra Bolsonaro é falsa
A foto de uma suposta manifestação de pessoas peladas na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)  que viralizou nas redes …
5
01:37
Lobão rompe com Bolsonaro: “Esse cara não me representa”
Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o cantor e compositor Lobão falou sobre sua decepção com Jair Bolsonaro e …
6
01:33
Milícias digitais perseguem MBL após críticas a Bolsonaro
O MBL (Movimento Brasil Livre) deixou de ser aliado para se tornar o novo alvo das milícias digitais pró-Bolsonaro. O …
7
03:41
Manifestação revela descompasso entre o Bolsonaro e a direita
A manifestação marcada para o próximo domingo, dia 26, aparentemente, gerou um desequilíbrio entre os grupos de direita apoiadores do …
8
01:29
Barragem da Vale em Barão de Cocais pode romper a qualquer hora
A barragem da mina do Gongo Soco, localizada em Barão de Cocais, em Minas Gerais pode romper a qualquer momento. …