Bolsonaro pede calma com vacina e defende cloroquina para ‘cura’ da covid

Presidente disse que é mais fácil e barato 'investir na cura do que na vacina

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na manhã desta segunda-feira, 26, que seria mais fácil e barato investir em uma cura para a covid-19 do que em uma vacina, e voltou a defender o uso cloroquina contra a doença.

Em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, o presidente disse que o desenvolvimento de vacinas leva tempo e não há motivo para “correr” e lembrou que, o processo mais rápido na produção de uma vacina, contra a caxumba, durou quatro anos.

Bolsonaro vacina
Crédito: Isac Nóbrega/PRO presidente Jair Bolsonaro pediu calma com vacina e defendeu uso da cloroquina na ‘cura’ da covid-19

“O que a gente tem que fazer aqui é não querer correr, não querer atropelar, não querer comprar dessa ou daquela sem nenhuma comprovação ainda. A gente aguarda, para melhor poder falar sobre esse assunto, a publicação disso numa revista científica. Agora, pelo o que tudo indica, todo mundo diz que a vacina que menos demorou até hoje foram quatro anos. Eu não sei por que correr em cima dessa”, disse.

Bolsonaro também voltou a defender o isso de medicamentos que não têm eficácia comprovada cientificamente contra covid-19.

“Eu dou minha opinião pessoal: não é mais barato e fácil investir na cura que na vacina? Ou jogar nas duas mas também não esquecer a cura?”, defendeu. “Eu sou um exemplo. Eu tomei cloroquina, outros tomaram ivermectina outros tomaram Annita… e pelo que tudo indica todo mundo que tomou precocemente uma das três alternativas aí foi curado.”

Compartilhe: