CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Cadela aprende a empurrar cadeira de rodas do dono, que perdeu o movimento das pernas

Por: Catraca Livre

Ma’nao e sua cachorra Big Yellow ganharam popularidade na sua vila natal, Magou, na China. Ma é um engraxate de sapatos local e vive só com os seus cães há quarenta anos. Ele é viúvo e não tem filhos, mas seus leais cães vêm lhe fazendo companhia por todos esses anos. A cachorra Big Yellow, que recebeu esse nome dos moradores locais, nasceu de outro cão tutelado por Ma há dois anos atrás e está ao seu lado desde então.

Foto: China Bouncing
O engraxate vive na companhia de seus cães há anos

Ma sofreu poliomielite aos seis anos de idade, e perdeu o movimento das pernas. Como não possuía muito dinheiro, ele construiu uma cadeira de rodas improvisada, mas por conta da precariedade é difícil manejá-la. É aí que entra a sua incrível melhor amiga. Big Yellow aprendeu sozinha a empurrar o seu tutor até o trabalho e faz isso todos os dias, segundo informações do site One Green Planet.

Foto: China Bouncing
Big Yellow aprendeu sozinha a empurrar a cadeira de rodas do tutor para levá-lo e buscá-lo no trabalho todos os dias

A cachorra permanece ao lado de seu tutor, não importam as circunstâncias. Por suas limitações de saúde e financeiras, Ma é incapaz de se alimentar às vezes, e nesses dias a comida para Big Yellow também é difícil de conseguir. Enquanto Ma come um almoço magro, Big Yellow visita restaurantes locais que a conhecem, onde recebe restos de comida e outros alimentos. No entanto, após fazer as suas rondas, ela sempre retorna para o lado de seu tutor para ajudá-lo a executar as suas tarefas e fazer-lhe companhia.

Foto: China Bouncing
A leal cachorra vai a restaurantes locais para comer, mas sempre volta para a tenda de seu dono para fazer-lhe companhia

Leia mais na ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.