CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Campanha denuncia violências silenciosas contra as mulheres

Para participar, basta usar a hashtag #tambéméviolência e relatar casos de agressão dentro de relacionamentos

Por: Redação

O Brasil ocupa o 5º lugar no ranking de feminicídio entre 84 países, de acordo com um estudo da ONU Mulheres. Em 41% dos casos, as agressões ocorrem dentro de casa. E os dados mostram uma situação ainda mais grave: 3 em cada 5 mulheres serão vítimas de violência em algum momento da vida.

No entanto, essa violência que amedronta milhares de brasileiras nem sempre é visível. Há diferentes tipos, como a psicológica, moral, patrimonial, física e sexual. Mas, ainda hoje, não há maneiras efetivas de denunciar agressões “silenciosas”.

A violência doméstica pode estar presente em todos os lugares, classes sociais, idades, em relacionamentos longos ou recentes. Por isso, é importante falar sobre esse assunto e auxiliar as vítimas. Foi com esse intuito que surgiu a campanha #tambéméviolência, que busca oferecer caminhos práticos para ajudar essas mulheres.

A campanha vai fazer um ato pelo reconhecimento da violência psicológica e patrimonial
A campanha vai fazer um ato pelo reconhecimento da violência psicológica e patrimonial contra as mulheres

Como parte da ação, a ONG Artemis vai realizar um ato nacional em frente ao Tribunal de Justiça de São Paulo, na Praça da Sé, no dia 27 de setembro. O objetivo é unir as ativistas para exigir dos tribunais, por meio de uma denúncia pública entregue ao presidente do TJSP, o cumprimento da lei de proteção contra qualquer tipo de violência.

De acordo com a campanha, os tribunais não têm reconhecido denúncias sobre violências psicológica, patrimonial e moral – apesar de constarem como violência doméstica na Lei Maria da Penha nº 11.340/06 (artigo 7º, incisos II, IV e V).

Gostou da iniciativa? Se você quiser participar, é só usar a hashtag #tambéméviolência para relatar casos de agressão vividos dentro de relacionamentos. Lembre-se: a culpa é sempre do agressor.

Compartilhe:

1
E se Bolsonaro foi contaminado com coronavírus?
O que não passava de pura especulação e teoria da conspiração tem ganhado ares de verdade com novos capítulos envolvendo …
2
Coronavírus: Câmara aprova auxílio de R$600 para pessoas de baixa renda
A Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira, 26, uma medida que prevê o pagamento de R$600 para trabalhadores de baixa …
3
Bolsonaro e o coronavírus: um presidente na contramão do mundo
O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de terça-feira, 24, pegou de surpresa integrantes do governo e …
4
Entenda a MP da Morte: da polêmica e revogação por Bolsonaro até o erro de redação de Guedes
Em apenas uma canetada o presidente Jair Bolsonaro autorizou empresas a suspenderem contratos com seus empregados por 4 meses, sem …
5
Coronavírus no RJ: a situação dos transportes e dos comércios
O Rio de Janeiro adotou medidas mais severas para conter o avanço do novo coronavírus. O governador do estado, Wilson …
6
Eduardo Bolsonaro cria crise diplomática ao culpar a China pelo coronavírus
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) meteu o pé pelas mãos, botou a culpa do coronavírus totalmente na China e …
7
Coronavírus: Bolsonaro anuncia medidas de emergência para conter a doença
Durante uma live nesta quarta-feira, 18, O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou novas medidas na área econômica, na saúde …
8
Coronavírus em SP: comércios fechados e transportes interrompidos no ABC
São Paulo é o estados mais afetados pelo novo coronavírus no país. Para tentar conter o avanço da doença, medidas …