Aos 65 anos, Dona Nena resolveu aprender a ler e escrever

Informar

A carta de um ex-morador afônico sobre o desastre em Mariana

O ex-morador de Bento Rodrigues, Genival Pascoal, relata como era sua vida antes do rompimento da barragem de Fundão; assista ao vídeo

Por: Heloisa Aun | Comunicar erro

Genival Pascoal, de 37 anos, chegou à praça central de Mariana, em Minas Gerais, com uma mochila nas costas e um caderno de capa dura verde em mãos. Há alguns anos, o ex-morador de Bento Rodrigues tem afonia, que corresponde à perda total e temporária da voz, e, por isso, se comunica por meio da escrita até finalizar o tratamento.

Nascido e criado no distrito, Genival viu a avalanche de lama chegar a Bento Rodrigues no dia 5 de novembro de 2015. O desastre causado pelo rompimento da barragem de Fundão, da Samarco, levou casas, memórias e vidas de muitas pessoas. Hoje, um ano depois do ocorrido, o que resta na região são os destroços das construções e objetos das famílias, tudo encoberto pela cor marrom.

Genival tem afonia, que é a perda total da voz, e se comunica pela escrita
Genival tem afonia, que é a perda total da voz, e se comunica pela escrita

Ao ser questionado sobre como era sua vida antes e depois do desastre, Genival respondeu em forma de um depoimento emocionante nas folhas de seu caderno.

Compartilhe:

Autor: Heloisa Aun

Feminista, vegetariana e repórter de Cidadania no Catraca Livre. ("nossas costas / contam histórias / que a lombada / de nenhum livro / pode carregar" - Rupi Kaur)